nov
26
2014

Johnny Depp está na última edição da Details Magazine, revista masculina americana dedicada à moda e estilo de vida, e que também apresenta temas sobre questões sociais e políticas relevantes.

Além de estar na capa da revista, das fotos e de um vídeo rodado em Londres, tocando várias guitarras ( já divulgado aqui na Home), ele concedeu uma entrevista, da qual estamos trazendo agora, a tradução completa e exclusiva.

As responsáveis pela tradução foram Ana Paula e Adriana.(favor manter os créditos da tradução ao DeppLovers)

details

Talvez você já tenha ouvido que o ator está em queda, que os seus filmes recentes não corresponderam às expectativas. Quem?
Aos 51, a única coisa que Depp espera é desafiar as convicções e ele mesmo.
O próximo ano vai nos lembrar de toda sua gama artística – o Lobo Mau em Caminhos da Floresta, um trapaceiro na comédia Mortdecai, White Bulger em Black Mass – e o poder de pensar fora da bilheteria.

“Como Marlon fod******** me disse uma vez, a vida é como um canto de pássaros. Isso mexeu comigo.”
Como seu amigo, mentor e companheiro Brando, Johnny Depp é um poeta sobre a esmagadoramente bonita “ouça atentamente ou você vai perder” natureza efêmera da existência – e também um pouco punk.
“Para todo mundo, o tempo está correndo. A coisa principal é que, ou você se senta lá e olha para o relógio com medo de seu fim – que é pontual – ou você simplesmente vive.”

Se Depp fala como um homem livre de medo, é porque a estrela recentemente passou além do alcance dos críticos (internos e de outros tipos) e de sua dedicação obsessiva ao ofício.

“O que é realmente satisfatório é, assim como Marlon, chegar a esse lugar simplesmente não se dá a mínima”, diz Depp, explicando a evolução de sua emancipação.
“Primeiro, eu cheguei a um ponto em que me importava tanto e era tão diligente em termos de conduzir o trabalho. Depois você começa a se importar tanto que ele fica demasiadamente maldito, sabe? Mas em seguida uma coisa ótima acontece. De repente, você se importa suficientemente para não dar a mínima, porque não dar a mínima é a libertação total. Entrar no jogo para tentar qualquer coisa.”

Como prova de sua liberdade recém-descoberta, considere as variadíssimas, transformações que ele assumiu em relação ao ano passado.
“Tem sido uma loucura,” diz Depp, que retornou de Londres à Los Angeles no fim da noite anterior após wrapping Alice no País das Maravilhas: Através do Espelho.
“De Whitey Bulger para o Chapeleiro Maluco, você pode imaginar a esquizofrenia.”

Continue Reading

nov
11
2014

Em recente entrevista, a lendária figurinista Colleen Atwood, comenta como foi trabalhar em “Caminhos da Floresta”. Leiam abaixo:

“Caminhos da Floresta”: É um tipo de desafio muito, muito complicado. Foi criado como uma peça, mas eu não quis exatamente me referir à peça. O enredo é uma jornada. A jornada é um tipo de metáfora para a vida. E também acredito que o ditado é “cuidado com o que deseja”, porque você realmente não sabe o que está desejando em certos pontos de sua vida. Essa era a ideia, mas eu senti por dentro de cada conto de fadas incluso no filme, eu meio que criei um próprio mundo para eles, mas tentei entrelaçá-los juntos como uma concordância ao musical onde as fantasias se conectam e estão ligadas pela cor, pelo tema. Eu tentei pegar esses dois elementos e fazê-los funcionar, porque eu sinto que foi essa a maneira que [Stephen] Sondheim fez com a peça.”

colleen

Entrevista completa em inglês aqui!

Tradução por Jay (forum DL)

set
27
2014

Revista Empire (nov/2014)

Posted by Rosa Maria • Comentários desativados
Category ι Artigos, Johnny Depp, Mortdecai, Notícias, Revistas, Scans

Scans da revista Empire com matéria sobre o filme Mortdecai.

Via sakura @sakurafavjd Tweets

Byiz9RkCQAA1c7Z_zps0b9dfd0fcMrevista_zpsdd0158c1

set
22
2014

Johnny produz documentário sobre LaDonna Harris

Posted by Rosa Maria • Comentários desativados
Category ι Artigos, Documentarios, Filmes na TV aberta, Notícias

Johnny Depp é o produtor executivo de um documentário sobre a vida da líder Comanche LaDonna Harris, um dos nativos americanos politicamente mais influentes nas Américas.

O documentário de uma hora irá ao ar nos Estados Unidos pela televisão, no dia 01 de novembro, e está prestes a ser exibido no San Diego Film Festival. Todos devem se lembrar que LaDonna é “mãe adotiva” de Johnny, que em cerimônia especial em 16/05/2012, foi adotado como membro honorário da Nação Comanche, recebendo o nome de Mah Woo May.

001397

A Comanche Julianna Brannum é a diretora e produtora do filme, “LaDonna Harris: 101 índios”, que conta a história da influente líder política nativa americana, que ajudou a transformar a condição dos nativos em seu país, conseguindo, entre outras coisas, convencer a administração Nixon a devolver a Terra Sagrada para os índios Taos Pueblo, no Novo México, fundou e dirige a Americans for Indian Opportunity, criada em 1970 e foi candidata a vice-presidente em 1980.

LaDonna cresceu em uma fazenda em Oklahoma durante a Grande Depressão, não pode estudar em uma faculdade, mas estudou e aprendeu com seu marido, que se tornaria o Senador Fred Harris, e também exerceu atividades públicas.

Conhecida por sua luta pelos direitos civis, conseguiu a devolução de terras aos índios Taos Pueblo, a tribos nativas do Alasca e o reconhecimento federal da Tribo Menominee. Seus esforços pioneiros se iniciaram quando foi selecionada pelo presidente Lyndon B. Johnson para colocar em prática um curso de educação destinado ao legislativo, chamado carinhosamente de “101 índios”, com vistas a esclarecer aos membros do Congresso e outros órgãos federais sobre as Nações Indígenas e sua relação com o país.

Via @JDZone

Leia aqui o artigo original e completo da Native Max Magazine

set
19
2014

Veja Johnny Depp fazendo um solo choroso em “Mother” de Danzig com Ryan Adams

O ator também tocou a original “Kim” de Adams como parte do “bis” da noite.

Johnny Depp recebeu um empolgante coro de “Johnny! Johnny! Johnny!” na última quinta-feira depois de fazer uma aparição surpresa no concerto de Ryan Adams em Londres onde eles tocaram “Mother”, de Danzig, como música “bis”.

No O2 Shepherd’s Bush Empire, local com uma capacidade para 2.000 pessoas, o ator usou o seu costumeiro chapéu de abas largas para a ocasião e optou por tocar sua própria guitarra chorosa, no estilo blues, ao invés do “pirotécnico” solo original. Depp também ficou por perto para fechar o show, tocando guitarra na canção de amor não correspondido, “Kim”, do recém-lançado álbum de Ryam Adams.

RALondres103

Depp tem estado particularmente ocupado no reino musical nos últimos anos. No início deste mês, ele esteve em um vídeo de uma “jam” de blues de meia hora com Paul McCartney. Um mês antes disso, ele sentou-se com Elvis Costello para tocar guitarra na música “Kansas City” durante as sessões de “Lost on the River: The New Basement Tapes”, uma coleção de letras inéditas que Bob Dylan escreveu ao fazer seu lendário “Basement Tapes”. E em Junho, Depp se juntou ao Aerosmith nos palcos para tocar outro solo de blues no seu cover de “Train Kept-a-Rollin”.

Ao longo dos últimos anos, Depp se juntou a Willie Nelson, the Black Keys, Alice Cooper e Marilyn Manson para tocar guitarra.

Adams também tem estado ocupado ultimamente. Além de trabalhar em seu novo álbum, o cantor e compositor produziu sessões para a “Fall Out Boy” e “Jenny Lewis”. Ele também esteve colaborando com alguns atores, outros além de Depp, elaborando “Mistress of the Dark”, Elvira, para o seu vídeo “Gimme Something Good” e os comediantes Garry Shandling e Jeff Garlin em vídeos promocionais.


Fonte:
Rolling Stone

Thanks apaula88 do forum DeppLovers pela tradução

ago
1
2014

Com este comentário de Suzanne Allison Photography, ficamos sabendo que realmente foi Johnny quem projetou a sua guitarra personalizada Duesenberg. Claro que a fábrica teve a idéia e quis homenageá-lo, mas deixou a criação com ele. E ficou linda demais.

“Johnny with the Duesenberg Guitar that he designed!! So beautiful”

Thanks Suzanne Allison!

10431548_513411888792241_5211083946243505748_n

Artigos relacionados:
Mais detalhes sobre esta guitarra você pode ler neste artigo em no nosso Blog —-> JOHNNY DEPP SIGNATURE – Guitarra
Sobre o livro de Suzanne com prefácio de Johnny leia aqui–> “Gimme Shelter” – Celebridades e seus animais de estimação

jul
24
2014

A cidade de Gloucester se prepara para receber as equipes de trabalho do filme Alice Através do Espelho, que será estrelado por Johnny Depp.
Gloucester é uma cidade e um distrito do sudoeste da Inglaterra, próximo a fronteira com o País de Gales. É a capital do condado de Gloucestershire.

Ontem, 22 de julho de 2014, o Gloucester Citizen noticiou que o filme Alice Através do Espelho terá as Docas da cidade como destino no próximo mês.
As equipes devem começar a chegar no início de agosto, para filmar cenas da sequência do blockbuster de Hollywood, Alice no País das Maravilhas.

alicehq01

Surgiram rumores de que as equipes seriam do próximo filme da série Piratas do Caribe, após noticias de que cinco grandes navios eram esperados para chegada às Docas em 18 de agosto, mas na verdade, trata-se de Alice, que também é estrelado por Johnny Depp, e que será filmado neste local histórico.
Um empresário local, que não quis se identificar, disse que este é o “segredo” mais conhecido pela cidade, pois todos já estão sabendo e se preparando.
Continue lendo

jul
15
2014

Notícia de hoje do Boston Herald.com

Johnny Depp and Sienna Miller get some Disco Fever in Randolph

There was a bad case of Disco Fever at Vincent’s nightclub in Randolph yesterday where the “Black Mass” cast — Johnny Depp as Whitey Bulger, Rory Cochrane as Stephen “The Rifleman” Flemmi, Sienna Miller as Catherine Greig, Jesse Plemons as Kevin Weeks, Joel Edgerton as John Connolly and their molls — busted some moves to Thelma Houston’s “Don’t Leave Me This Way” in what was supposed to be a Miami nightclub.
The scene was apparently some sort of precursor to the murder of John Callahan of World Jai Alai fame (which is probably why the DJ didn’t play “I Will Survive”). Much of the action involved Depp/Bulger giving the actor portraying the soon-to-be-Departed Callahan the stink eye while everyone else did the Hustle. More than 80 extras in extra-groovy ’70s outfits were on the dance floor for the Vincent’s shoot. Earlier in the day, cameras rolled for another scene involving a press conference about Callahan’s murder. And that’s a wrap …

10524406_708994102469021_1161592241_n

Tradução:

Johnny Depp e Sienna Miller estiveram em discoteca de Randolph

Ontem houve um episódio fora de época de Discoteca (Disco Fever), na boate Vincent em Randolph, onde o elenco de “Black Mass” – Johnny Depp como Withey Bulger, Rory Cochrane como Stephen “TheRifleman” Flemmi, Sienna Miller como Catherine Greig, Jesse Plemons como Kevin Weeks, Joel Edgerton como John Connolly e as companheiras dos gangsters – dançaram ao som de “Don’t Leave Me This Way” de Thelma Houston, no que deveria ser uma boate de Miami.

A cena aparentemente foi uma sequencia da morte de John Callahan, da famosa gangue mafiosa World Jai Alai (provavelmente por isso que o DJ não tocou “I Will Survive”). Grande parte da cena de ação envolveu Depp/Bulger, onde o ator retrata o momento em que encara o “futuro defunto” Callahan, enquanto todos os outros dançavam o “hustle”(passo de dança).
Mais de 80 figurantes vestidos ao estilo dos anos 70 estavam na pista de dança para as filmagens no Vincent.
No começo do dia, as câmeras filmaram uma outra cena envolvendo uma conferência de imprensa sobre o assassinato de Callahan. E isso é uma reviravolta …

Obrigada a Emma do JDZone
Obrigada a Ana Paula e Andresa pela tradução.

Link

Page 1 of 1612345...10...Last »