set
19
2014

Veja Johnny Depp fazendo um solo choroso em “Mother” de Danzig com Ryan Adams

O ator também tocou a original “Kim” de Adams como parte do “bis” da noite.

Johnny Depp recebeu um empolgante coro de “Johnny! Johnny! Johnny!” na última quinta-feira depois de fazer uma aparição surpresa no concerto de Ryan Adams em Londres onde eles tocaram “Mother”, de Danzig, como música “bis”.

No O2 Shepherd’s Bush Empire, local com uma capacidade para 2.000 pessoas, o ator usou o seu costumeiro chapéu de abas largas para a ocasião e optou por tocar sua própria guitarra chorosa, no estilo blues, ao invés do “pirotécnico” solo original. Depp também ficou por perto para fechar o show, tocando guitarra na canção de amor não correspondido, “Kim”, do recém-lançado álbum de Ryam Adams.

RALondres103

Depp tem estado particularmente ocupado no reino musical nos últimos anos. No início deste mês, ele esteve em um vídeo de uma “jam” de blues de meia hora com Paul McCartney. Um mês antes disso, ele sentou-se com Elvis Costello para tocar guitarra na música “Kansas City” durante as sessões de “Lost on the River: The New Basement Tapes”, uma coleção de letras inéditas que Bob Dylan escreveu ao fazer seu lendário “Basement Tapes”. E em Junho, Depp se juntou ao Aerosmith nos palcos para tocar outro solo de blues no seu cover de “Train Kept-a-Rollin”.

Ao longo dos últimos anos, Depp se juntou a Willie Nelson, the Black Keys, Alice Cooper e Marilyn Manson para tocar guitarra.

Adams também tem estado ocupado ultimamente. Além de trabalhar em seu novo álbum, o cantor e compositor produziu sessões para a “Fall Out Boy” e “Jenny Lewis”. Ele também esteve colaborando com alguns atores, outros além de Depp, elaborando “Mistress of the Dark”, Elvira, para o seu vídeo “Gimme Something Good” e os comediantes Garry Shandling e Jeff Garlin em vídeos promocionais.


Fonte:
Rolling Stone

Thanks apaula88 do forum DeppLovers pela tradução

set
19
2014

Conforme anunciamos no post anterior, Johnny esteve ontem no show de Ryan Adams.
O novo álbum de Ryan, tem participação de Johnny em várias músicas, então este show não foi apenas uma visita de amigos, ele realmente faz parte do trabalho.
Johnny Depp tem participação na guitarra e vocais de apoio em um par de faixas (“Kim”, “Feels Like Fire”)
Segundo o The Wall Street Journal, “Kim”, é uma faixa surpreendentemente emotiva (com um certo Johnny Depp demonstrando um trabalho de guitarra impressionante) E é o que podemos ver neste primeiro vídeo:


Confira as fotos na Galeria –> Johnny e Ryan Adams no 02 Shepherd’s Bush Empire em Londres 18/09/2014

set
18
2014

Johnny Depp acaba de realizar participação especial tocando guitarra ao final do show de Ryan Adams.
O show acontece no O2 Shepherd’s Bush Empire, em Londres, onde o músico se apresenta nos dias 18 e 19 de setembro.

Bx2TMHGCMAATXqN

A parceria de Johnny com Ryan já resultou em sua participação em várias faixas do novo álbum recentemente lançado por Ryan. E agora é coroada com esta apresentação ao vivo.

Confira outras imagens neste álbum na Galeria –> Johnny e Ryan Adams no 02 Shepherd’s Bush Empire em Londres 18/09/2014

set
8
2014

Finalmente o vídeo com o discurso completo de Johnny ao homenagear Iggy Pop no “GQ Men of The Year Awards 2014″
Percebe-se que Johnny fez um discurso longo, comparado a outros eventos onde ele economiza ao falar em público, e empenhado em fazer parte deste momento tão importante para um amigo de tantos anos.

Editado
Segue a tradução do discurso, as partes entre parênteses são explicações de alguns termos que não tem sinônimo em portugues:

“Isto é um “roast”? (termo usado informalmente para designar uma cerimônia de tributo geralmente seguida por um banquete na qual o convidado de honra é elogiado e insultado por colegas consecutivamente)
O que é isso? O que está acontecendo? Eu tenho…têm tantas letras que eu poderia escolher, quando você pensa sobre a pessoa que eu estou prestes a trazer para o palco para uma, certamente, merecida saudação.
Mas, passar por todas essas letras é difícil, então aqui está uma que eu escolhi:
‘I’m bored (Estou entediado)/ I’m the chairman of the bored (Eu sou o presidente dos entediados)/ I’m a lengthy monologue, I’m living like a dog, I’m bored.(Eu sou um monólogo, estou vivendo como um cão, estou entediado)’*.
Quero dizer, se você soubesse…f***-se, se você escreveu aquilo, você tinha acabado de fazer, certo? Eu teria fechado a p**** do livro e ido embora. Isso, e pronto. ‘Ótimo, eu escrevi isso, f***-se.”

Apenas dizendo. “Eu escrevi algumas palavras sobre esse cara porque eu o conheço há muitos anos, então…uh…eu tinha que fazer, eu tinha que fazer, você sabe…bom, de qualquer forma isto é orgânico, uh…isto é como: feroz, sereno, selvagem, vil, serpentina, bonito, violento, puro.

São só alguns poucos adjetivos para descrever o homem que inventou o punk rock. Para o homem que confiou seu corpo para multidões imundas diante dele, sacrificando seu coração, seu bem-estar e sua mente para a sua arte. Açoitando-se, rolando no vidro e vomitando suas tripas para criar arte, como nós nunca vimos ou ouvimos antes ou depois. Predador, amável, vicioso, amoroso, selvagem, doce, feroz, solícito, ameaçadoramente inteligente.

Apenas um pouco mais, uma espécie contraditória na natureza. Para descrever o homem que explorou cedo o divino, que aproveitou o anseio primordial, gritando o grito da juventude, rondando o escuro, caçando em ruas sujas. Talvez então, não seja tão surpreendente que esse seja o mesmo homem que já conseguiu com sua banda de Stooges assustar Jim Morrison pra ca***-e impressioná-lo infinitamente – ele era o líder de uma banda chamada The Doors…Eles eram muito bons.
De qualquer forma, isto ja foi faz tempo. A coisa sobre esse homem é que até hoje ele é o mais perto do que nunca se chegou da iguana que inspirou seu nome artístico.
Ainda projetando a urgente eletricidade e o inexplicável senso de perigo, amadurecido, sempre intoxicado (fanged: intoxicado por drogas ou alcool), criança terrível, um dos últimos grandes bastiões de uma época rebelde, da qual estamos sentindo falta. Infelizmente, para todos nós, nós nunca poderemos ser ele, mesmo que muitos de nós tenhamos tentado chegar lá de maneiras específicas, mas nós nunca chegaremos perto de atingir os baixos decadentes e as alturas estelares que este homem tem experimentado.

Então, eu gostaria que vocês se levantassem, por favor, para o meu querido amigo e hoje a noite, ícone do ano pela British GQ, Sr. Iggy Pop.”

*Trecho da música “I’m bored – Iggy Pop

Tradução feita pela Ana Paula com observações da Adriana.

set
2
2014

Nesta terça-feira, 02 de Setembro de 2014, Johnny Depp esteve presente mais uma vez ao GQ Men of The Year Awards, no Royal Opera House, em Londres, Inglaterra.

BwjyJ_hIcAAcfNj

Muito elegante, todo vestido de preto, Johnny entregou o premio de Ícone do Ano ao músico Iggy Pop, vocalista do lendário grupo de rock The Stooges. Johnny é amigo pessoal de Iggy Pop, que já contracenou com o ator em dois filmes, Cry-Baby e Dead Man, além de compor a trilha sonora do filme
dirigido e estrelado por Johnny, O Bravo.

A tradicional revista GQ todos os anos realiza a concorrida cerimônia de entrega dos prêmios aos chamados “homens do ano”, aqueles que mais se destacaram em suas áreas, como melhor ator, escritor, filantropo, design, comediante, protagonista, esportista, etc.

De acordo com a premiação, Iggy continua em sua melhor forma aos 67 anos, e sobreviveu a devastação do estrelato do rock, enquanto muitos foram esmagados e não resistiram.

10639570_719931811377977_2699495339735747650_n1947484_719931801377978_6335138666067290298_n

Mais fotos aqui

ago
8
2014

Johnny é um dos convidados para homenagear Robert De Niro!

Robert De Niro será homenageado pelo The Friars Club. Ele receberá o Entertainment Icon Award (Prêmio Ícone de entretenimento), em um jantar de gala no dia 07 de outubro na cidade de NY no Waldorf Astoria Hotel.

Ele se torna apenas o quinto destinatário do prêmio em 109 anos de história do clube. O prêmio foi dado anteriormente a Tom Cruise, Douglas Fairbanks, Cary Grant e Frank Sinatra.

O artigo lembra ainda que De Niro, é famoso por ser avesso à publicidade e, por vezes propositadamente inarticulado nas entrevistas, mas consegue ser engraçado e comunicativo como foi ao apresentar o Silver Linings Playbook no Hollywood Film Awards 2012.

10576130_775664082484222_2050369363_n

Fonte Via Emma @JDZ

ago
1
2014

Com este comentário de Suzanne Allison Photography, ficamos sabendo que realmente foi Johnny quem projetou a sua guitarra personalizada Duesenberg. Claro que a fábrica teve a idéia e quis homenageá-lo, mas deixou a criação com ele. E ficou linda demais.

“Johnny with the Duesenberg Guitar that he designed!! So beautiful”

Thanks Suzanne Allison!

10431548_513411888792241_5211083946243505748_n

Artigos relacionados:
Mais detalhes sobre esta guitarra você pode ler neste artigo em no nosso Blog —-> JOHNNY DEPP SIGNATURE – Guitarra
Sobre o livro de Suzanne com prefácio de Johnny leia aqui–> “Gimme Shelter” – Celebridades e seus animais de estimação

jul
25
2014

Em 2014, Johnny Depp, em nome da sua gravadora “Infinitum Nihil” produziu e participou da gravação de um novo álbum de seu amigo de longa data Chuck E. Weiss: Red Beans and Weiss. (Mais informações AQUI
O álbum foi lançado em CD com 13 músicas e alguns compactos em vinil.

Surgiu hoje a imagem do vinil daquela linda música Boston Blackie, que eles tocaram juntos no programa do Jimmy Kimmel, este ano.
A faixa “Boston Blackie”, tem a participação de Johnny com o filho, Jack Depp fazendo Backing vocal.

084cec423756

Como ja postamos anteriormente, há outro vinil com música que Johnny participou, este é o segundo. Isto significa que Johnny tende a gravar em vinil suas participações nos álbuns dos amigos, lembrando que ele fez o mesmo no álbum do Ryan Adams.

Vocês podem ouvir AQUI “The Hink-a-Dick” (com Johnny na bateria e backing vocals) e AQUI “Boston Blackie”

Page 1 of 4012345...102030...Last »