A Lenda de Jack Sparrow – FanFilm

Nos dias 10 e 11 de setembro eu velejei com piratas. Fiz parte da tripulação e mergulhei no mundo da fantasia e da arte junto com um grupo apaixonado com o que faz.
E sendo piratas, roubaram meu coração.

Estou falando das gravações do Fan Film “A Lenda de Jack Sparrow” que foi gravado em Florianópolis, com uma equipe de atores e produção catarinense. (Leia entrevista com alguns deles no final deste post)


Tive a felicidade de ser convidada a acompanhar os ultimos dois dias de gravações. E o que vi e constatei foi muito bacana. Nestes dois dias filmamos no mar, na UFSC, no centro de Floripa e nas dunas da praia da Joaquina
Para quem, de impulso, pensa que isso é apenas uma brincadeira de fãs, ou de fanáticos por Piratas do Caribe, está redondamente enganado.
São profissionais, atores, maquiadores, produtor, diretor, cinegrafista, que tem formação nas suas áreas e estão montando um filme, media metragem, com produção independente, batalhando pelos recursos, enfrentando muita dificuldade, e contando com ajuda de todos que podem fazer algo.
Pretendem apresentar o filme em festivais de cinema, e divulgar na internet.

Jack Ferrari, a idealizadora do projeto, escolheu o tema Piratas do Caribe. Claro que todos eles são fãs de Johnny. E quem nesta área não seria?
A intenção não é regravar um filme da saga, e sim, contar algumas aventuras do passado do cap. Jack, usando alguns personagens e até criando outros.

Clique nas fotos para ampliar

13876498_1079259162168150_2367411431916948539_n

O ator que o representa é Douglas May, que eu ja conhecia virtualmente, ha alguns anos, e que agora pessoalmente me impressionou com sua arte. Sua caracterização, tanto como cap. Jack quanto como o proprio Johnny, são impressionantes. E isto prova a capacidade do artista.
Johnny normalmente se transforma quando faz um personagem de vida real (como fez com John Dillinger, Conde Rochester, Hunter Thompson, George Jung, Bulger) ele incorpora os trejeitos, a expressão corporal, o figurino e maquiagem e se torna muito parecido aos personagens.
É o que Douglas faz.

Ele é doce, respeitoso, paciente, talentoso, exigente consigo mesmo, e perfeccionista com o que faz, do mesmo jeitinho que Johnny.
Ele não é um produto comercial, ele faz o que ama fazer, e vai fazer enquanto tiver prazer nisso. E por isso ele ja arrebanha um grande número de fãs por esse pais afora.

Acompanhei as gravações num dos barcos (da Scuna Sul), saimos do cais embaixo da ponte Hercilio Luz e fomos para o mar aberto, não muito distante, para filmar com tranquilidade e pegar alguma paisagem mais natural, além do balanço do barco.
Vocês não tem idéia do que é viver esta experiência. Estar a bordo de um navio com cap. Jack, e sua tripulação, sendo que você convive ha 13 anos com essa saga, e vivencia quase que diariamente com todos os personagens e todos os seus segredos e falas e historia.
Talvez nem eles, do fanfilm, saibam da importância que foi para mim vivenciar aquilo ali. O meu pessoal(DLs), sabe rsrsr. Mas vamos deixar pra lá…
Eu gostaria de falar sobre cada ator, atriz e integrantes da equipe, mas fica dificil se estender tanto. Mas digo-lhes que o diretor, Virgilio, é um cara competente, tem pulso e sabia o que estava fazendo.

A Jack Ferrari, muito fofa, idealizou tudo isso e foi em busca de todos os profissionais, e batalha muito para organizar tudo, conciliar e conseguir os recursos. Além de atuar também no filme como a Angelica.

A Elisa, que faz a tia Dalma, um amor de pessoa. Uma atriz que veio lá no extremo sul, montar uma troupe em SC e aqui está trabalhando e desenvolvendo arte em Blumenau.

14383527_312789922431583_728877044_n

O filme estreia ainda este ano, não temos data marcada, mas está a todo vapor, e que bons ventos o tragam em breve e faça sucesso.
Enfim, vamos ver o que cada um deles pode dizer sobre este trabalho:

Jack Ferrari:

DL- Você é a idealizadora deste projeto. Fale sobre ele, sobre o roteiro.

JF- A Lenda de Jack Sparrow – FanFilm foi uma ideia que eu já havia projetado na minha cabeça a muito tempo, porém antes não passava de uma fantasia, um sonho. Mas aí eu entrei para o mundo da atuação, fiz teatro, TV e cinema, me formei atriz e decidi realizar esse sonho de produzir um FanFilm dos Piratas do Caribe. Alguns do elenco eu já conhecia, como o Wellton, Elisa e o Rômulo, eles fizeram teatro comigo, os outros eu fui conhecendo pela internet, trocando ideias, e quando me dei conta já tinha atores para todos os personagens, e a próxima fase seria ir com tudo, buscar patrocínio e apoio, tudo que com muita luta eu consegui. O roteiro eu montei com base no que eu entendia do filme, porém não poderia dar bobeira de errar a história do passado de um personagem que tem um público crítico, não só ele como o filme em geral. Então fiquei dois meses lendo os livros que eu tenho da saga, e mais umas matérias da origem do filme que tem na internet, foi igual a um quebra cabeça, juntei o que eu sabia com o que eu ia descobrindo. E de fato posso dizer, ninguém entende os 4 filmes da saga sem buscar entender o passado de Jack, não mesmo.

fanfilm1109201633

DL- Quais os planos para estreia e onde pretendem chegar com este filme?

JK– Pretendo fazer uma Pré-estreia dentro de um barco pirata, o Barba Negra de Canasvieiras, divulgando todos os patrocinadores que nos apoiaram. E uma estreia em algum cinema local de Florianópolis, tudo isso só será possível se conseguirmos apoio, o que posso adiantar é que estamos correndo atrás disso a cada dia, e não vamos parar até fazer essas estreias que as pessoas já estão pedindo.

DL- Porque escolheu Piratas do Caribe como tema?

JK- Porque Piratas Do Caribe, em especial o Capitão Jack Sparrow é um personagem que inspira minha carreira desde os meus 10 anos. Eu comecei na área artística desenhando ele, e então desenvolvi técnicas de desenho que me levaram a ilustrar futuramente 3 livros de poetas da minha região, fiz exposições, inclusive uma foi no Rio de Janeiro, foi uma exposição exclusiva para a atriz mexicana Gabriela Spanic. E assim se repetiu na minha carreira como atriz, meu primeiro trabalho com o cinema é relacionado a ele. Não sei dizer se é coincidência, eu só sei dizer que tudo até hoje que eu fiz relacionado ao filme, me levou para caminhos de sucesso. O que eu almejo com esse FanFilm, além de realizar o meu sonho, é compartilhar do talento de todos os envolvidos com as pessoas, e fazerem elas felizes assistindo a um FanFilm dos Piratas do Caribe. Queremos contar a história desse cômico pirata e, acima de tudo, compartilhar um com o outro nossas experiências.
Cada um de nós ensinou e também aprendemos muito, pois este é só o nosso primeiro filme, somos novatos na área, porém de muita garra e vontade de fazer bem feito, e é só isso que eu posso garantir, foi feito por amor ao filme e com respeito aos fans. Nosso trabalho é sem fins lucrativos, e como a Salete do DL pode comprovar, com pão e mortadela a gente fez esse trabalho lindo. Valeu muito o esforço.

Douglas May:

DL- O que te motivou a aceitar participar deste projeto?

DM- Porque eu sou um virginiano que nunca está satisfeito, que acha que precisa estar sempre mudando. Eu toparia mesmo que fosse para fazer outro filme, outro papel e tivesse que mudar todo meu visual. Mas, esse projeto caiu como luva em minhas mãos e eu só precisava dar um salto do teatro para o cinema. Foi assim desde que entrei para o teatro em 2010. Eu não sabia o que ia acontecer mas estava aberto. Aceitei de pronto sem saber a dimensão que iria tomar e nem esperava ser nem metade do que foi, por ser projeto independente, recursos escassos. Acho que estamos todos nos surpreendendo e que venha as críticas, estamos todos de peito aberto.

DL- Quem é você, quais atividades trabalhava antes de representar o Johnny?

DM- Sou formado em Direito e História, decidi fazer teatro aos finais de semana só pra relaxar, até que atuar virou trabalho. Antes de fazer cover de Johnny Depp e personagens eu atuava nos palcos mas, como não tinha renda, eu me dedicava a um emprego comum que era num escritório de advocacia, como assessor jurídico e antes disso tudo já tinha sido professor de história. Sou pós-graduado em metodologia do ensino. Eu poderia estar dando aula em universidade, mas tô me dedicando a viver desse sonho até onde ele me levar.

DL- Você é assediado em qualquer lugar que esteja, mesmo quando está em roupas normais. Sua semelhança física com Johnny atrai as pessoas. São crianças, adultos, pessoas de todo tipo. Que cuidados você tem sobre isso, no sentido de sua responsabilidade com este público, ou até para se proteger também?

DM- Sim, ocorre de sempre me pararem em qualquer local pra pedir foto, mesmo completamente descaracterizado, fazendo minhas corridas na praia ou comprando no supermercado. Gente de muito longe mandando mensagens dizendo que precisa me conhecer. Eu então, fico muito lisonjeado né?! Não imaginava nada disso quando comecei e nem sabia que ficaria parecido, eu encarei porque gostava de imitar e já tinha imitado outros personagens completamente distintos que também acabou surpreendendo pela semelhança.
Acho que o artista tem essa coisa de poder ser quem ele quiser e eu desde criança fui assim.
Agora, imitar Johnny sabia que seria arriscado porque ele tem muito mais que admiradores, ele tem fanáticos de modo que todo fã de Johnny é especialista em Johnny e em seus filmes. Coisa incrível! Não foi fácil e não é agradar a todos quando se trata de imitar o Depp então, eu aprendi que eu tenho minha essência e ele tem a dele e que o que preciso fazer é me entregar ao personagem e pra isso o melhor laboratório é o público na rua ou no barco pirata. Falar nisso, preciso avisar aos meus seguidores que mudei de patrocínio e agora me apresento no barco Barba Negra – Florianópolis. Que venham pra ilha de Santa Catarina me conhecer!

DL- Você era fã do Johnny antes, ou passou a se interessar mais por seus filmes e carreira após começar a representá-lo?

DM- Eu gostava do Edward Mãos de Tesoura que foi o único filme que tinha me marcado antes de Piratas do Caribe e quando esse filme me chamou a atenção já tinha sido lançada a trilogia. Acho que eu sou tardio mesmo. Sempre chego atrasado, mas dá tudo certo no final. Tô fazendo capitão Jack há pouco mais de 4 anos e já viajei quase que todo país trabalhando. Então, como não gostar de Johnny Depp? Esse cara me deu emprego. Ele é meu patrão e não sabe! Hoje estou muito conectado com ele e estudo cada detalhe.

DL- Você faz ou pretende fazer outros personagens do Johnny?

DM- Sim, e já tenho 2 personagens só esperando por um contrato: Chapeleiro Maluco e Tonto, além do capitão Jack e o próprio Johnny Depp, atualmente versão Hollywood Vampires, mas, tbm já fiz versão Janela Secreta, Jornalista Bêbado e versão Dior Sauvage para o lançamento do perfume numa passarela.

Virgilio Martins:

DL- Na sua direção, houve preocupação em exigir dos atores uma representação fiel à dos atores do filme?

VM- Não, não, eu não quis de forma alguma que nenhum deles imitasse nenhum dos personagens do filme original. Muito pelo contrário. Eu quis que cada um interpretasse de sua maneira, trazendo sua verdade para cada personagem em si. Independente do Jack Sparrow, ser muito parecido com o verdadeiro, tal, só que eu não queria uma imitação. E os outros personagens da mesma forma. Eu trabalhei com o pessoal para que cada um viesse a fazer o seu papel, até porque sou bem exigente com essas questões. Eu acho que a gente tem que tentar fazer da nossa maneira.

13923249_270135400023420_4743313301979387441_o

DL- Qual a importância deste trabalho para você, o que te motivou aceitar?

VM- Bom, a importância desse trabalho pra mim, Salete, é que é algo novo, e eu quero seguir carreira, é um desafio que topei aceitar, porque é o que eu amo, entendeu? E quando a gente ama algo, a gente quer fazer de tudo para estar ali nesse meio. E eu vi que era uma oportunidade de a gente ganhar uma certa experiência. E através desse trabalho, já surgiu outro trabalho para mim, que é uma série. E foi importante aprender a lidar com cada pessoa que faz parte do elenco.

eleco

Visite o site do fanfilm >>> A Lenda de Jack Sparrow – FanFilm e a página no facebook @Alendadejacksparrow
Contatos com Douglas May e-mail contato@jacksparrowbrasil.com e Instagram @douglasmay_official

4 thoughts on “A Lenda de Jack Sparrow – FanFilm

  1. Rosa Maria disse:

    Muito bom Sá! Artistas desenvolvendo sua arte, fazendo o que gostam. Um trabalho sério e muito bonito. Talentos buscando abrir seus caminhos. E Johnny inspirando! Ele diz que somos seus patrões e Douglas diz que ele é seu patrão! Lindo isso! A arte é a saída da humanidade, dessa loucura em que vivemos.
    Obrigada por nos mostrar os bastidores deste trabalho tão bonito. Estou torcendo muito para tudo dê certo!
    Bons ventos!!

  2. Lii disse:

    Estou impressionada com esse relato, especialmente pelo profissionalismo e humildade dessa equipe.
    A escolha pelo tema Piratas so Caribe foi a melhor, por tudo que ela representa. Quero muito ter a oportunidade de conhecer esse trabalho! Sucesso a todos.
    Obriagada, Salete! Post incrível!

  3. heleusiane disse:

    Muito interessante o trabalho desta equipe e muito inspirador.
    Como bem disse a Rosa, Johnny inspirando, como sempre.
    Parabéns a esta turma e obrigada pela matéria que nos trouxe mais sobre este belo trabalho.
    Faço votos que dê tudo certo pra eles e que consigam o sucesso desejado.
    Fico cada dia mais curiosa para conhecer o trabalho deles e ver o filme. Tomara que se espalhe pelo Brasil. Estou na torcida!!!!
    A todo pano!!!!!

  4. Edilene Malheiro disse:

    Obrigada por manter viva a criança em nós com suas aventuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

«
»