Como uma fênix

Uma série de situações inusitadas me impediu de ser tão presente e participativa quanto gostaria nestes últimos dias, e quando sentei para escrever meu texto de retorno passei mais de duas horas pensando sobre o que falar.

Duas horas considerando todo tipo de assunto relacionado a Johnny e em algo para dizer em minha defesa. Duas horas de tempo desperdiçado, pois são tantos detalhes para se comentar em Johnny e tão insignificantes meus motivos que preferi não argumentar.

Read More

Quase Onze

Daqui a exatamente um mês o Depplovers completará onze anos de existência. Não é uma faixa alcançada por qualquer fansite. São onze anos de um trabalho sério realizado por pessoas dedicadas e comprometidas com um serviço de qualidade, seja na postagem de uma foto, ou na tradução de uma notícia, prezando sempre pelo respeito aos fãs e principalmente ao Johnny.

Onze anos de um trabalho recompensado com amizade, com amor, com um sorriso e um gesto carinhoso e inesquecível. Como aquele no dia em que nossas meninas ficaram cara a cara com Johnny no The Mint e conseguiram um aperto de mão.

“Pronto, podia ter morrido naquela hora! Iria direto pro céu, feliz da vida. Que mão quente, molhada de suor!Foi demais pra todas nós.” – Rosa Maria

Onze anos de uma procura incansável por conhecer Johnny além de um rosto bonito. Suas músicas nos inspiram, algumas até já ouvíamos, outras descobrimos através dele. Seus livros favoritos nos abrem os olhos e aprendemos que nada que ele faz ou admira é vazio ou por acaso. Johnny é um homem sábio.

Para comemorar nossos onze anos teremos algumas atividades premiadas, fique de olho e acompanhe a programação do site, fórum e fanpages. Logo estaremos postando as novidades de aniversário do mais antigo fansite do Johnny Depp no Brasil.

Olhos que falam mais do que palavras

Conheci computadores quando estava saindo do ensino médio, logo que tive contato com esse mundo de internet a febre era ter um perfil no Orkut, lembro que um amigo criou um para mim.

Lá as primeiras comunidades que procurei foram sobre Johnny e navegando por uma que já nem lembro o nome, encontrei um comentário mais ou menos assim “Porque choram os homens é o pior filme dele, ele nem fala” ler algo do tipo me impactou um pouco.

Eu tinha acabado de conseguir esse filme, ele foi o terceiro da minha coleção que hoje já passa de vinte (e ainda faltam muitos), e me marcou bastante, pois Johnny era um cigano. Johnny não interpretava um cigano, não! Mais do que isso, ele se tornou um cigano, não seguindo aquela ideia alegre e feliz e comunicativa, que sim temos mas não sempre.

pqcoh2

Cesar tinha algo diferente, uma coisa que nós ciganos guardamos desde pequenos. Ciganos falam pelo olhar, é com os olhos que transmitimos o que sentimos e por eles nos entendemos uns com os outros, não é preciso muitas palavras quando a alma é verdadeira, os olhos interpretam suas vontades.

E no filme eu vi isso, não só em Johnny, mas em toda uma mesa que por um acaso era constituída de ciganos legítimos, e ali naquele circulo não era possível diferenciá-lo, ele tinha o mesmo jeito de olhar, de andar, e principalmente o jeito de falar, fosse com os olhos ou com palavras.

pqcoh1

Read More