Leslie Odom Jr. fala sobre excentricidade de Johnny

A estrela da Broadway, Leslie Odom Jr., falou com o apresentador Andy Cohen sobre a personalidade excêntrica de sua co-estrela Johnny Depp e que coisa estranha ele disse no set de “Assassinato no Expresso do Oriente”.

Leslie, qual foi o momento mais mágico que você teve com Johnny Depp no set de Orient Express?

– O momento mais mágico que eu tive com o Johnny Depp no set? hum.. haha.. ele tem um senso de humor estranho.. quer dizer.. um senso de humor incrível. O Johnny, tipo o Johnny… porque ele passa… A maioria de nós temos a nossa vida normal e uma pequena parte dela em um set de filme, se você faz 4 ou 5 filmes por ano, você passa muito mais tempo em um set de filmagem do que tendo uma vida ‘normal’ então ele, pra ele não existe hierarquia, ele fala com qualquer um porque é tipo a casa dele. Então uma vez ele e o Josh entraram numa briga pra ver quem era mais próximo a Judi, quem é o queridinho da Judi?
Então o Josh falou ‘eu levaria a Judi mundo a fora e lhe mostraria coisas mágicas, o que você faria por ela?’ e o Johnny diz “eu a levaria para a prisão”
– Apresentador: pra prisão?
– Leslie: e nós não sabíamos o que isso queria dizer.
– Apresentadora: nossa, isso soa muito estranho Leslie, bem estranho!

Johnny sempre enigmático!

Tradução: Amanda Ciliberto para Depp Lovers.

Apoio sugerido? Ou apenas um sonho? Kate e Johnny.

Em 06 de Novembro de 2017, a VOGUE postou uma foto de Kate Moss em Londres, com uma pequena bolsa da nova coleção primavera / verão 2018 de Saint Laurent. A matéria fala sobre o diminuto tamanho da bolsa, e diz: “Usando-a para uma visita ao cinema no final da tarde, Kate combinou um longo casaco preto, imaculados tênis brancos e uma pashmina creme envolta em torno de seus ombros. (Vogue.co.uk)

A foto obtida ao lado do cartaz do filme “Assassinato no Expresso Oriente”, que havia estreado em Londres há apenas quatro dias, nos levou a imaginar que talvez Kate estivesse demonstrando apoio a Johnny. Poderia ser apenas uma coincidência? Sim, claro, poderia. Mas o coração de fã sente, ou sonha, que poderia ser um apoio.

Impossível não recordar o apoio que Johnny deu a Kate em 2005, quando ela teve problemas com drogas e sofreu com os ataques da imprensa:

“A primeira coisa que passou por minha mente era que eu estava preocupado com ela, esperando que ela estivesse bem e que ela e seu bebê estavam bem”, disse Depp, 42 anos, que namorou a supermodelo por quatro anos até 1998.
“Em segundo, estava ficando consternado e chocado com o tipo de ataques viciosos”, disse Depp em uma entrevista na sexta-feira num programa de TV da manhã britânica.
“Ela é super afiada, muito inteligente e tem um grande coração. Ela é uma boa mãe, e ela simplesmente é humana, e a imprensa não admite isso, e isso é imperdoável”.

(People – 2005)

Uma sugestão? Sonho de fã? Coincidência? Ou um apoio de fato? Fica a pergunta.

Bastidores de Assassinato no Expresso do Oriente

A autenticidade também governou os figurinos, que são principalmente feitos à mão e fiéis ao período. Alexandra Byrne, a figurinista, era “muito gentil porque ela protegeu minha pele de toda a lã”, diz Pfeiffer. “Eu sou muito sensível à lã. Eu começo a coçar.

Ambos, Johnny Depp e Michelle Pfeiffer, eram “muito orientados para a roupa”, diz Branagh, voando para os acessórios meses antes de serem chamados.
“A primeira vez que encontrei Johnny, era uma hora da manhã e ele estava caminhando para cima e para baixo na sala de figurinos dos estúdios de Longcross, experimentando paletós e bengalas. Você vê este encontro turbulento, obsessivo e tátil.”

The Telegraph