Categorias
EW Livros Miscelanea

Coleção essencial, por Johnny Depp

Coleção essencial, por JD para EW – Dez/2009

Johnny Depp numa entrevista concedida à revista Entertainment Weekly em 2009 citou e comentou cada ítem do que seria uma coleção essencial para ele, no que se refere à música, cinema e literatura. Um verdadeiro tesouro.
Na época, parte dessas informações não eram conhecidas, e quando surgiu esta lista foi uma verdadeira correria no Depplovers em busca de vídeos, informações, e realmente conhecer esta lista sensacional, eclética, com ítens antigos e contemporâneos, permitiu que a partir dali pudéssemos falar de todos os gostos do Johnny com certeza mesmo.

Talvez a meninada daqui que vá pesquisar sobre esses autores, filmes ou músicos, estranhe ou desconheça alguns, pois não são de seu tempo, mas eles marcaram épocas, são clássicos, eternos e talvez para que possam melhor compreender, seria necessário conhecer ou ter vivenciado muitas questões das décadas passadas nos EUA e no mundo.

Em sua lista constam os eternos Keith Richards, Serge Gainsbourgh, Tom Waits, Patti Smith, The Pogues e, claro Rolling Stones, Bob Dylan, dispensam comentários. São simplesmente o máximo. E tem a Vanessa com sua voz doce.
Eu gosto dessa “velha escola” esse som característico dessas guitarras, vocais inconfundíveis.
E na época eu não conhecia Augie March e Babybird. E ainda Bat for Lashes, que eu conheci através desta lista e não parei mais de ouvir.
Bat for Lashes é o nome artístico da cantora e compositora inglesa Natasha Khan.
Fui atrás de Babybird e adoro ouvir “You’re gorgeous” entre outras.
Augie March, tem “One Crowded Hour”, minha favorita.

Bem, confiram a lista, traduzida pela Livian Ezaledo em 2009 para o site do DL.

Adicionei alguns vídeos e imagens para ilustrar.

Coleção essencial, por Johnny Depp

Filmes
Down by Law (dir. Jim Jarmusch)
Uma doce, engraçada, existencialista travessura de crime que apenas Jim Jarmusch podia conceber. Coisas superlativas. Um dos meu favoritos de todos os tempos.

Ed Wood (dir. Tim Burton)
Apesar do meu envolvimento, esse filme é uma frágil jóia cômica. Um elenco incrível pra trabalhar como Martin Landau, Bill Murray, etc., mas, claro que com Tim, ali existe quase uma sensibilidade fraternal, que fez de toda experiência uma alegria. Ultimamente, sinto, que com a liberdade artística que tivemos, Tim Burton produziu um clássico Americano. Uma carta de amor à um cineasta que não recebia muitas.

To Have and Have Not (dir. Howard Hawks)
Um casamento de três das minhas coisas favoritas: Bogart, filmed a década de 40, e Hemingway. Não acho como você conseguiria superar isso. Não é justo para com ninguém mais! Ah sim… e Lauren Bacall como a garota dos sonhos de qualquer homem com um pulso, então alguns.

Time of the Gypsies and Underground (dir. Emir Kusturica)
Emir é um gênio. Essa é uma poesia visual, com uma dose saudável de mágica e absurdo. Um daqueles últimos grandes cineastas, junto com Tim Burton e Jim Jarmusch, deixando a arte viva no cinema.

Withnail and I (dir. Bruce Robinson)
“Esfregões!” “Vamos, rapazes, vamos chegar em casa, o céu está começando a escurecer e seremos forçados a campo!” “Eu tenho um bastardo por trás do olhos.” Posso continuar? Nenhum outro filme tem suas falas tão citadas ou tem inspirado uma fidelidade na cultura Cult. Provavelmente o mais engraçado que eu já vi! Bruce Robinson. Aqui está outro gênio. Literalmente um dos meus três filmes favoritos de todos os tempos.

Música

Tom Waits, Rain Dogs
O diabo não tem as melhores melodias. Tom Waits tem. É quase impossível escolher apenas uma gravação dele. Durante os anos, a qualidade das músicas de Wait nunca vacilou. Suas marcas de alto-mar não incontáveis. Esse é meramente um dentre muitos. Para os amantes da lua e cães de ferro-velho de toda parte.

Chuck E. Weiss, Old Souls & Wolf Tickets
Uma verdadeira jóia. Juntando doce, engraçado e lindo. Assim como o próprio. Genial!

Bob Dylan, Blood on the Tracks
A pílula amarga. Venenoso, e ainda de alguma forma catártica. Aquela frase de “You’’re a Big Girl Now” – “With a pain that stops and starts/Like a corkscrew to my heart/Ever since we’ve been apart” – me mata cada vez. De partir o coração. O homem Dylan é incapaz de um momento ruim.

Babybird, Ex-Maniac
Esse vai ser lançado ano que vem. [O vocalista Stephen Jones] é um tesouro nacional, se você é Inglês. Para todos os outros, ele é um diamante esperando por ser achado. Poeticamente, ele é sombrio como a noite, brilhante e afiado como uma navalha.

(Este clip foi dirigido por Johnny, posteriormente faremos um post sobre isto.)

Augie March, Watch Me Disappear
Raro e eterno, Augie March vive na meia-luz do dia. Esbarrando nessa banda, achei o seu jogo de palavras deslumbrante e sublime, mercurial, misturas verdadeiramente labirínticas, maravilhas de se ver!

Vanessa Paradis, Bliss and Divinidylle
Agora, alguns podem me acusar de ser muito clichê, e é claro que não pode ser negado, assim como o gênio pop suavizado dessas duas coleções superiores de melodias gaulesas clássicas! A trilha sonora de nossa vida e família.

Bat for Lashes, Two Suns
Essa garota tem algo especial. Celestial, sobrenatural. Sem esforço, único e distinto. Encantador! Pode ser tocado repetidas vezes e nunca parece o mesmo.

The Pogues, Rum Sodomy & the Lash
Poesia selvagem, linda de um dos melhores poetas do século. Um grande testamento de amor, aventura e hedonismo! Shane MacGowan é o sonho que se realizou de Brendan Behan.

Keith Richards, Unknown Dreams
Gravado em Toronto enquanto Keith sofria uma sentença por portar drogas, carregando um potencial de vida dentro [ele tinha permissão], essas oito gravações podiam fazer um homem adulto chorar. Desarmado, frágil, do fundo da alma. O som de um homem no pico, olhando para fora.

Serge Gainsbourg, Histoire de Melody Nelson
Tão além de seu tempo. Tão legal. Gainsbourg entrega sua obra-prima aqui, e uma que, para mim, traz muitas lembranças felizes. Tanto assim, que em parte, o nome da minha filha foi inspirado após sua tour impecável.

The Rolling Stones, Tattoo You and Sticky Fingers
Quase impossível escolher um, ainda mais difícil escolher apenas 2, sendo eles todos gloriosos, mas esses trabalhos tem com êxito sido a trilha sonora de muitas noites fora, sair badalando pela cidade, em outra vida.

Patti Smith, Horses, Easter, and Radio Ethiopia
Para ser honesto, eu poderia escolher qualquer gravação de Patti Smith. Elas são cada uma um presente dos deuses. Junto com Dylan, Waits e Richards, ela é uma das grandes sobreviventes da música, e uma verdadeira lenda em cada sentido da palavra. Assim como para um poeta é importante o respirar ser desenhado.

Livros

The People’s Act of Love by James Meek
Um épico sombrio, terrível, sedutora jornada definida em meio à tundra gelada da Rússia em tempos de guerra. Uma prosa deliciosa. Uma vez que suas garras sujas rompem a pele, aquele aperto gelado da morte não te deixará ir tão cedo. Inesquecível.

In the Hand of Dante by Nick Tosches
Uma obra-prima moderna. Muito superior a quase tudo publicado nos últimos 50 anos. Não vou me incomodar em tentar descrevê-lo. Basta ir buscá-la.

The Wilderness Warrior: Theodore Roosevelt and The Crusade for America by Douglas Brinkley
Um fascinante, imenso livro a respeito do intenso amor de Teddy Roosevelt pela natureza e como, durante sua presidência, ele essencialmente tornou-se um dos primeiros eco-guerreiros.

The Ginger Man by J.P.
As aventuras de um incorrigível Sebastian Dangerfield. Rebelde, voluntarioso, e totalmente desonesto. Esta lírica, cômica maravilha foi me apresentada por Hunter. Todo homem deveria ler esse livro e gastar pelo menos uma noite de sua vida representando sem remorso este horror de um indivíduo!

Fierce Invalids Home From Hot Climates by Tom Robbins
Um conto chocantemente ótimo, que apenas Tom Robbins pode dar. Apenas alguns poucos escritores me fizeram rir em voz alta – Robbins faz isso facilmente.

On the Road and Big Sur by Jack Kerouac

Não há nada que eu realmente possa dizer que não tenha sido dito antes, ou mesmo adicionar que já não foi adicionado. Salvo para falar, esses livros são tão importantes para mim quanto tem sido para muitos. Duas obras histórias essenciais que nunca vão descansar felizes em casa em cima de uma prateleira empoeirada.

The Master and Margarita by Mikhail Bulgakov
Esse sombrio, absurdo, e subversivo tesouro permaneceu escondido por vários anos, mesmo após a morte de Bulgakov, tanto era o medo de represália por tal pontualidade, autentica apunhalada na vida debaixo da tirânica malevolência de Uncle Joe e o clima soviético minguante da época.

A Season in Hell and The Illuminations by Arthur Rimbaud and The Flowers of Evil by Charles Baudelaire
Possivelmente um dos mais divinos textos na história do mundo. Ao longo da minha vida, um dos mais confiáveis companheiros de bolso que não poderia imaginar.

The Rum Diary and Fear and Loathing in Las Vegas by Hunter S. Thompson
Dois dos meus preferidos, ambos de autoria, claro, de um querido amigo. O primeiro, um hábil, selvagem romance bastardo. O Segundo, simplesmente memorável. Definição de gênio.

Eu poderia continuar e continuar… alguma outra hora, talvez.
Johnny Depp.

Esta lista me levou por muito caminhos, muitas pesquisas e encontrei muitas respostas. Vários caquinhos que fui guardando na memória pela minha vida não tão jovem, e Johnny simplesmente colou tudo. Juntou. E muita coisa fez sentido.
Espero que também seja útil a voces, talvez mais tarde para alguns, talvez já, para outros.

Até mais,
Salete.

234 respostas em “Coleção essencial, por Johnny Depp”

Attractive section of content. I just stumbled upon your blogand in accession capital to assert that I acquire in fact enjoyed account your blog posts.Anyway I will be subscribing to your feeds and even I achievement you access consistentlyfast.

Lisa’s Motorbike Rentals has great feedback both on Facebook & Google. I contacted them to rent a scooter in Chiang Mai, but due to popularity they only had a Fino left. They are very responsive on Facebook and will send you pictures of the actual scooter or motorbike via messenger. They also stock some larger bikes, but I’ve left them off this Noob guide. Don’t forget to check out the seat height of the scooters further down. You’ll feel a lot more confident as a beginner if you can firmly plant both feet on the ground.

My brother suggested I might like this blog. He was totally right. This submit actually made my day. You cann’t consider simply how a lot time I had spent for this info! Thank you!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *