Dr. Parnassus

Assisti em dvd “The Imaginarium of Doctor Parnassus” faz alguns dias.

Fiquei surpresa quando cheguei à locadora e me deparei com o filme.  Afinal, nem o cartaz estava exposto. Se foi exibido nos cinemas aqui em Floripa, não percebi… Poucas cidades no Brasil tiveram esse privilégio.

Mas, adorei!  É um filme independente, de fantasia, e dirigido e escrito por Terry Gilliam.

Dr. Parnassus é  líder de uma trupe de teatro itinerante que, tendo feito um pacto com o diabo, conduz o público através de um espelho mágico que explora suas imaginações.

São interessantes os mistérios que envolvem o filme.

Heath Ledger deu tudo de sí. Aceitou o convite de Terry para lhe “dar uma força” pois eram amigos e o projeto era independente. Estava dificil levar adiante.

Assistindo ao filme, observe que Heath, em alguns momentos faz movimentos e trejeitos que lembram Johnny Depp. Inclusive o diretor comenta isso com ele no “extras”.


Ahhh, os mistérios da vida…

Foi postado no IMDBb, na seção de “Você sabia?” sobre o filme “O Imaginário do Doutor Parnassus”:

De acordo com Terry Gilliam, a última fala de Heath Ledger no set de filmagem foi “Não atire no mensageiro”.
Quando Johnny Depp filmou este personagem após a morte do Heath, Depp perguntou a Gilliam se ele poderia adicionar uma nova fala “Não atire no mensageiro”, sem saber que Ledger havia improvisado uma fala idêntica. Gilliam ficou surpreso e falou “Heath ainda está por aí. Johnny está conseguindo sintonizar com Heath, de alguma forma. Quer dizer, Shirley MacLaine adoraria tudo isso.”
Após  o desaparecimento de Heath, Terry encontrou muitas dificuldades para prosseguir, mas com apoio da equipe conseguiu renascer. Comentou que ligou para Johnny (seu amigo) no dia seguinte à noticia triste e Johnny lhe disse: 

“Qualquer coisa que voce decida fazer, estou dentro!” Isso impulsionou o diretor a levar adiante, ele estava completamente perdido.

Contou também com a parceria de Jude Law e Colin Farrell, amigos de Heath.

Os três atores doaram seus cachês à filha de Heath, Matilda.
Voltando ao filme… é muito bom. O personagem de Heath entra por um espelho algumas vezes e lá a fantasia acontece. Interessante, que ele gravou todas as cenas fora do espelho até o final do filme. Então… Depp, Jude e Collin gravaram as cenas dentro do espelho, onde  a imaginação corria solta e o rosto poderia mudar.
Portanto, não se percebe no filme um “antes” e “depois” de Heath, ele atuou por todo o filme.
É muito lindo, cheio de fantasia, mas não tem nada de infantil.
Assista. Recomendo.

7 thoughts on “Dr. Parnassus

  1. Jeeh disse:

    Assisti esse filme ano passado numa mostra de cinema que teve aqui em Sampa. Eu e outras depp doidas.
    Estou tão desatualizada que nem sabia que tinha saído em dvd. 😡
    Sobre o filme, esse é realmente fantástico. A imaginação vai/foi a mil.
    O engraçado foi a Nanda, uma das loucas da turma, soltando um baita grito quando o Johnny Apareceu, kkk.
    E sobre a parte que ficou sobre o encargo do John, nem comento. rsrs

    Bom post esse! 😉

  2. Ninalee disse:

    Este filme eh nostalgico, em relacao ao Heath. Mexe com o mundo imaginario que cada um dentro de si.

  3. AlfDeMarco disse:

    O Heath deixou um vazio enorme no universo cinematográfico, mas seu legado fica como prova do ator incrível que sempre foi. Certamente ele ficou orgulhoso do esforço que seus amigos fizeram para concluirem seu último filme. Fui assistir este no cinema por causa da minha melhor amiga, embora tenha passado em circuito ultra-reduzido e só na cidade de São Paulo, mas fiz questão de ir para “representá-la” no cinema por ser um filme com participação mais que especial do Depp, e por ser a despedida do Ledger. Ela esteve lá comigo, como está em cada dia que a conheci. Por isso, não me surpreendo com o lance da improvisação da fala que o Johnny sugeriu. Acredito de verdade, que com algumas pessoas, estejamos conectados muito além de laços virtuais ou reais, é algo que não tem explicação mesmo. Quem não viu, não deixe de ver o dvd, é um filme “viajandão”, mas muito legal, com toda aura de cinema alternativo que uma produção assim inspira.

  4. Gilda disse:

    Eu tenho esse DVD é tão legal e diferente.Eu gosto do ledger ,pena que morreu tão jovem,ele era muito talentoso e gostava do do que fazia,gostava até mais que o johnny,o lance do johnny é a musica,ele se sente mais a vontade no mundo da musica ,até por que ele caiu no mundo dos atores meio que de paraquedas. Mas ledger de acordo com que sei dele sempre quis ser ator.se ele ja era e fazia tudo isso com 28 anos ,imagina com 30,40,50.

  5. Lu.Moraes disse:

    Assisti esse filme só agora e amei tudo.
    O Johnny,perfeito.
    A historia que envolve o filme,um grande espetáculo.
    E Heath…um grande final.
    Lindo.

  6. larissa depp disse:

    eu no começo só vi o filme mesmo porque soube que o johnny fez uma participação.Mas depois eu percebi que ele era muito melhor do que eu imaginava! aliás:a cena que o johnny faz é bem maneira e,claro;tem um pouco de comédia! te amo muito johnnyyy!!!!!! 😀 :mrgreen:

  7. Nick Severo disse:

    Saudades Heath,!
    Sua beleza e talento serão eternas para nós fãs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

«
»