Amigos  ·  Curiosidades  ·  Johnny Depp  ·  Livros  ·  Música  ·  Shane McGowan  ·  The Ginger Man

Johnny e Shane McGowan

Shane McGowan é amigo de Johnny há muitos anos. O músico irlandês, cantor e compositor da banda britânica The Pogues, famoso por estar sempre bêbado e ter os piores dentes de toda a história do rock, é amigo de Johnny desde os anos 90. Apesar de sua figura controversa, ele é reconhecido mundialmente por suas composições, poesia e interpretações históricas. Ele aparece na história de Johnny muitas vezes, seja em vídeos, filmes e composições de trilhas sonoras.

431e6ee71268c76847aaef3037ba1b1c

Shane sempre é citado por Johnny em algum lugar. Em sua “Coleção essencial” (em entrevista para a Entertainment Week em 2009), na parte relativa à música, Johnny cita o álbum “Rum Sodomy & the Lash”, de 1985, do The Pogues, considerado um dos melhores álbuns de punk rock de todos os tempo. Ele diz:”Poesia selvagem, linda, de um dos melhores poetas do século. Um grande testamento de amor, aventura e hedonismo! Shane McGowan é o sonho que se realizou de Brendan Behan*.

Em Agosto de 2013, durante a divulgação do filme The Lone Ranger, Johnny disse ao apresentador Matt Everitt, da BBC, que ele considera Shane MacGowan do The Pogues “um dos poetas mais importantes do século 20″. MacGowan entrou para o elogio específico depois de trabalhar com Depp na trilha sonora do filme.”Shane MacGowan é imprevisível. Ele definitivamente não é chato. Ele é uma espécie de homem magnífico.Ele é um ser especial”.

E mais recentemente, ao escrever o prefácio para a edição de 60 anos do livro “The Ginger Man”, Johnny cita Hunter Thompson, Bruce Robinson e Shane MacGowan.

No caso de Shane, ele cita a canção “Fairytale of New York”. Eu não conhecia, então fui atrás! E confesso que fiquei muito emocionada com a música e sua história. Ela é considerada uma das canções de Natal mais bonitas do mundo. Foi lançada em 1987 e seus autores são Jem Finer e Shane MacGowan. É uma balada ao estilo folclórico irlandês, e foi escrita na forma de um dueto, com a cantora Kirsty McColl representando a mulher e Shane representando o homem, na gravação que consta do álbum “If I Should Fall from Grace with God”, de 1988.

A música alcançou o topo no UK no século vinte, em onze ocasiões diferentes, desde seu lançamento original em 1987, incluindo todos os anos desde 2005, e em 2013 foi disco de platina por atingir um milhão de vendas no Reino Unido. É a música de Natal mais tocada no Reino Unido do século 21. “Fairytale of New York” tem sido citada como a melhor canção de Natal de todos os tempos em várias pesquisas de televisão, rádio e revistas relacionadas no Reino Unido e na Irlanda. E uma coisa que me chamou a atenção, Shane McGowan nasceu em 25 de Dezembro de 1957! Dia de Natal!

A cantora Kirsty McColl faleceu aos 41 anos em 2000, em um acidente no México. Uma lancha de propriedade de um milionário mexicano, trafegando em local proibido e em alta velocidade, a atingiu no mar, onde estava com os dois filhos em férias. Sua mãe, hoje com 94 anos, lutou sem sucesso para conseguir uma condenação ao agressor. A campanha Justice For Kirsty foi encerrada em dezembro de 2009, sendo que muitos dos recursos arrecadados com as vendas da canção “Fairytale of New York” foram utilizados nesta campanha.

Johnny dirigiu dois clipes, nos quais também atua, com Shane. A música é That Woman’s Got Me Drinking , com Shane McGowan e The Popes, do álbum “Snake”. São duas versões do mesmo vídeo. Na primeira, Johnny aparece bebendo até cair, e Shane é o barman. O segundo, é uma versão light do primeiro, onde não aparece a bebedeira, que teria sido censurada.

Outra parceria foi o álbum “Son Of Rogues Gallery” – um dos álbuns produzidos por Johnny, com músicas de piratas, sereias, lendas do mar, etc… Esta é “Leaving Of Liverpool”, cantada pelo Shane, e com Johnny e Gore Verbinski tocando!! É possível ouvir ao final a slide guitar de Johnny!

Em 2005, Shane participou no filme “O Libertino”, estrelado por Johnny, no entanto, seu personagem foi eliminado na edição do filme. Então, embora esta participação apareça nos créditos do filme e na biografia de Shane, não é possível vê-lo no filme. Nesta foto, ele aparece ao lado de Johnny nos bastidores do filme.

11949423_1665409897015007_1610097410303981953_n

Em 2010, em gravação realizada para auxiliar as vítimas do grande terremoto do Haiti, temos mais uma vez a presença de Johnny em um trabalho de Shane. O clássico “I Put A Spell On You” foi gravada por Shane e a namorada Victoria acompanhado por Nick Cave, Bobby Gillespie, Johnny Depp, Chrissie Hynde e muito mais. Johnny maravilhoso na guitarra.

E hoje, 20 de Dezembro de 2015, estreou no canal de TV Sky Arts, no Reino Unido, o documentário Shane MacGowan: A Wreck Reborn , com participação de Johnny, que mostra o antes, o processo, e o depois da cirurgia oral a que Shane foi submetido, com implante de dentes, e o desaparecimento de sua imagem tão conhecida.
O documentário inclui o período em que o cantor destruiu a sua dentição original, devido ao abuso de álcool e drogas.

Em declarações ao The Irish Sun, o músico diz ter-se decidido a arrumar a sua dentição após ter visto a sua namorada ser submetida à mesma intervenção cirúrgica. “A Victoria fez [a operação] no ano passado e achei que ficou bastante bom, por isso decidi ir ao mesmo dentista. [Depois da operação] fiquei com a boca um bocado inchada mas agora sinto-me bem, estou me habituando.”, disse.

Veja um pequeno trecho do documentário, onde Johnny aparece falando sobre o amigo.

Shane MacGowan: A Wreck Reborn

A recuperação de Shane, assim como o Documentário, eram esperados para esta data, afim de que ele pudesse participar das comemorações do Natal e da tradicional apresentação de “Fairytale of New York” com seu novo visual. Tudo bem no final!

CWlsyMmUkAEeUUT

* Brendan Behan Francis Aidan foi um poeta irlandês, contista, romancista, dramaturgo e que escreveu em Inglês e Irlandês. Ele é amplamente considerado como um dos maiores escritores irlandeses de todos os tempos.

6 thoughts on “Johnny e Shane McGowan

  1. Salete disse:

    Desde 2007 quando “entrei na web” sempre vejo fragmentos dessa amizade numa citação aqui, outra ali, um vídeo acolá. E post diversos espalhados pelo site. Obrigada Rosa maria, por ter juntado tudo isso e ter feito essa compilação maravilhosa documentando tão bem.

  2. Luzmarilda. disse:

    ” Ele definitivamente não é um chato.” Que elogio as avessas,rssss.
    Rosa,obrigada por me alertar para esse poeta,vou na captura.

  3. Rosa Maria disse:

    Obrigada meninas. E consegui resumir, pois se for fuçar, tem mais coisa, como eles tocando juntos. Ele é realmente controverso, mas é genial, um poeta. E ninguém como Johnny para representar bêbados, kkkkkk

  4. Liu disse:

    Rosa, obrigada pelo seu empenho em nos trazer essa impecável coletânea de informações sobre mais essa amizade do Johnny. Um verdadeiro presente de Natal! Obrigada!

  5. Mônica Sales disse:

    Quero agradecer também a Rosa.Não tinha visto ainda esses clipes.Também via aqui e ali fragmentos dessa amizade como a Salete disse,foi bom saber mais sobre a amizade e trabalhos que os dois fizeram juntos,valeu Rosa!

  6. Adriana disse:

    Pirata desdentado, punk com alma rasgada, poeta de balada natalina, marginal da arte…. Parabens , Rosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

«
»