Johnny processa advogado por negligência

Johnny Depp afirma que ele foi logrado em quase $35 milhões por um advogado top de Hollywood e sua firma.

Em uma nova queixa apresentada na terça-feira, a estrela de Piratas do Caribe afirma que Jacob A. Bloom – um advogado conhecido por trabalhar com clientes como Ron Howard, Nicolas Cage e Jackie Chan – e seu escritório de advocacia, Bloom Hergott Diemer Rosenthal & LaViolette, cometeram ” negligência profissional, violação do dever fiduciário e enriquecimento injusto “, custando ao ator dezenas de milhões de dólares.

“O processo que Johnny Depp deu entrada hoje reflete sua posição contínua contra as práticas sistêmicas e egoistas de Hollywood e ele espera que este processo exponha e finalize”, disse o advogado de Depp, Adam Waldman, à People.

De acordo com a queixa, Depp contratou Bloom e sua empresa para lidar com seus assuntos legais em 1999. “Mas, em vez de proteger os interesses do Sr. Depp, [Bloom e sua empresa] se comprometeram com falta de conduta para seu próprio benefício financeiro e violaram alguns dos mais básicos princípios da relação advogado-cliente “.

Especificamente, Depp afirma que a Bloom “arrecadou de forma incorreta e negligente mais de US$ 30.000.000 em taxas de sua renda variável ao longo dos anos sem um contrato legalmente vinculativo de acordo com a lei da Califórnia.

A queixa também afirma que a Bloom e sua empresa adotaram um “empréstimo em dinheiro” com uma “taxa de juros de dois dígitos” de um credor com quem eles também tiveram uma relação profissional com Depp e manipularam os termos do empréstimo para benefício financeiro próprio, bem como para o benefício dos gerentes de negócios da Depp no ​​The Management Group (TMG), a quem ele também está processando.

A queixa é apenas a mais recente em uma amarga e complicada série de alegações feitas pelo ator contra seus antigos gerentes de negócios e advogados, a quem ele afirma gerenciar os 650 milhões de dólares que ele conseguiu nas duas últimas décadas até o ponto de esgotamento.

Depp processou a TMG em fevereiro por US $ 25 milhões em um processo de fraude. A TMG apresentou uma reclamação cruzada, alegando que o ator vivia um “estilo de vida ultra-extravagante que costuma custar conscientemente [ele] em excesso de US $ 2 milhões por mês para manter, o que ele simplesmente não podia pagar”.

O juiz decidiu que os hábitos de gastos pessoais de Depp não são atualmente relevantes na sua batalha legal em curso. O caso está em andamento.

Materia completa >>> neste link
—————————————————————————————————————————————-
o artigo segue com mais detalhes da petição, que não nos convém ficar listando.
Achei interessante trazer aqui o comentário de uma fã americana que diz:

“Eu trabalho no campo legal, e estes processos não são aceitos, a não ser que tenha uma quantidade substancial de provas contra a parte em questão. Então, apenas o simples fato de este processo ter sido arquivado, diz muito. Espero que o sr. Bloom trater melhor disso do que a TMG e mantenha isto no tribunal. Acho que Johnny vai ganhar este processo e aquele contra a TMG”

——————–

E nós tambem esperamos que este advogado mantenha tudo no tribunal, porque se ele se comportar como fez a TMG, lá vem matérias nos tabloides.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

«
»