Fãs  ·  Filmes  ·  Livros  ·  Miscelanea  ·  Textos

Uma lenda: duas histórias

Oi gente, já faz um tempinho que não postamos considerações sobre filmes. Então vamos lá….
Desta vez a Lia integrante do nosso fórum fez uma comparação entre o filme “Sleepy Hollow: A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça” de Tim Burton com o conto de Washington Irving original publicado em 1819. São considerações bem interessantes e sensíveis que explicam como Tim chegou até a sua visão do filme.
Obrigada Lia, sua contribuição para o nosso Blog é super valiosa.

7~0

Uma lenda: duas histórias

Sleepy Hollow (Vale do Sono) foi escrito em 1819 por Washington Irving. O conto conhecido no Brasil como A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça ganhou sua mais famosa adaptação cinematográfica em 1999 com a produção de Tim Burton.
No filme Burton e Depp não só recontam a história, mas a reescrevem, criando um passado sombrio e uma personalidade diferente para o covarde professor Ichabod Crane, apresentado por Irving.
Na trama de Burton, Crane é um investigador de Nova Iorque que vai ao vilarejo de mesmo nome do conto para investigar supostos acontecimentos sobrenaturais e se empenha para provar que são apenas armações até ter seu encontro com o sombrio cavaleiro.


Outra bela mudança inserida por Burton é a aparência de Crane. No conto o professor é alto, tem uma postura relaxada, nariz e orelhas exorbitantes, é muito magro e desengonçado.

ichabod original 011~12

No filme Crane é interpretado por Johnny Depp… nem preciso explicar nada…
Como professor, Ichabod é rígido e acredita que alunos devem ser ensinados com vigor. É pedante, interesseiro, supersticioso e fofoqueiro. Mora a cada semana na casa de um de seus alunos sendo a fonte mais confiável de comentários da cidade.
O investigador Crane, por sua vez, é um visionário que acredita em métodos científicos para responder suas perguntas, por mais absurdas que estas sejam. Um jovem doce e educado, assombrado pelos traumas de um passado que fragilizaram sua fé.

019

Não apenas o passado de Crane foi reescrito por Burton. Todo o filme é roteiro original, contando apenas com nomes e a menção do cavaleiro. O cavaleiro de Burton é figura constante no filme. No livro, não passa de suposição. Toda vez que é mencionado se trata de alguma história contada por um morador e diferente do filme não há uma trama ou mortos.
A maior parte do conto dedica-se a mostrar as ambições de Ichabod em conquistar Katrina, suas pretensões quando for rico, descrição de seus pensamentos e detalhamentos de personagens e lugares.

ich kat

O fim de Katrina e Ichabod também foi escolha de Burton, uma vez que no conto o professor desaparece amedrontado pelo cavaleiro e a jovem se casa com Brom o valente concorrente de Ichabod, que sempre gargalha ao ouvir que a única coisa encontrada junto aos pertences do professor foi uma abóbora – O que me fez pensar muito em uma cena…

Ficha Técnica:
Conto: “The Legend of Sleepy Hollow”
Autor: Washington Irving, 1783-1859
Data de publicação: 1819
Ilustrações publicado pela primeira vez: 1863

A história original e as ilustrações são de domínio público nos Estados Unidos e na maior parte, se não todos, os outros países. Leitores fora dos Estados Unidos devem verificar as leis de direitos de autor dos seus próprios países.

7 thoughts on “Uma lenda: duas histórias

  1. Dih YT disse:

    Muito bom! Minunciosa e precisa analise da historia! 🙂

  2. Rosa Maria disse:

    Excelente! Obrigada Lia! Mostrou de forma muito clara a criatividade e competência de Tim Burton. Seu trabalho vai muito além da direção, e sua parceria com Johnny Depp nos presenteia com histórias belíssimas, verdadeiros contos de fadas modernos.

  3. CamilaD disse:

    Belo texto Lia! Parabéns!

  4. Lia disse:

    Fico feliz em poder ajudar 😛

  5. Ana C disse:

    Muito interessante!

  6. Luzmarilda disse:

    Descreveu toda a grandeza do Tim neste filme.
    Lia,obrigada.

  7. Salete disse:

    Adorei a análise e comparativo com o conto, Lia!!!
    obrigada, vamos ficar freguesas. 😆

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

«
»