JD processa AH por difamação (Caso na Virginia)

Notícias de última hora!
Regras do fórum
As regras básicas devem ser lidas e respeitadas em todos os nossos fóruns. Regras específicas pra este fórum:

- Poste somente notí­cias aqui. Se quiser comentar algo relacionado ao Johnny que não seja novidade, poste no Conversa Geral;
- Caso sua notí­cia conte algo do filme, contenha SPOILERS, avise no assunto do tópico colocando a palavra: [SPOILERS]-NOME DO FILME;
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 10107
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete »

O advogado de James Franco enviou uma condição à equipe de Depp dizendo que só vai depor se for firmado um acordo de sigilo sobre suas declarações. Isso é ótimo para Depp! Se ele quer esconder, é porque tem coisas comprometedoras para contar. Caso contrário poderia ser público.
Isso só faz Amber, juntamente com toda a sua equipe de apoio (incluindo Franco) parecer ainda mais culpada. Johnny Depp terá justiça e eles não poderão mais se esconder dela.
Obs.: James foi flagrado pela camera do elevador em companhia de Amber no apartamento de Johnny na noite que ela acusou Johnny de agressão. Isso implica em adulterio, e confirmar sobre ela não ter lesões no rosto.
Mais detalhes nos prints abaixo.

https://theblast.com/108896/james-franc ... H4ucxD5ig4

Imagem Imagem Imagem Imagem
Imagem
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 10107
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete »

Amber admite em 2015, que bateu em Johnny Depp e jogou panelas, vasos nele numa confissão clara nestes áudios de conversas entre os dois, onde ele diz claramente, e sempre com muita paciência que se afasta todas as vezes que ela se torna violenta.
Lamentamos muito ter que postar intimidades, mas no momento é inevitavel, e se faz necessário mostrar para o mundo quem é esta mulher terrivel e mentirosa que se passa por vitima para se manter em evidência, usando a imagem dele e a luta das verdadeiras vítimas.

Neste link da imprensa tem a transcrição das conversas. LINK >>> https://www.dailymail.co.uk/news/articl ... RqGos0sF8M
*Contém linguagem inapropriada*
Usem o tradutor.

Aqui video do Youtube com todos os audios juntos com a legenda em ingles.



E tenham certeza de que eu ODEIO postar essas coisas. Posto obrigada, porque não sei mais se é certo ou errado postar. Tudo fugiu de nosso controle.


Imagem
Imagem
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 10107
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete »

Transcrição de algumas partes do audio citado acima.
este audio faz parte de uma sessão de terapia do casal.


The tape in question is of a conversation between the pair when they were still married back in 2015, a sort of couples therapy session recorded “consensually” on Heard’s phone and acquired by DailyMail.com thanks to “a well-placed source.”

Throughout the call, Amber seems upset with Johnny about leaving the area when they are having a fight, instead of talking it out. His response throughout is to tell her it’s because she’s turning the fights physical and he doesn’t want to get hit — or hit back. He tells her:

“I’m not going be in a physical f**king altercation with you… you f**king hit me last night…

She responds:

“You hit back. So don’t act like you don’t f**king participate.”

He defends his behavior, saying:

“I pushed you.”

Johnny Depp and Amber Heard 2015
Johnny Depp and Amber Heard in November 2015. / (c) Brian To/WENN

She deflects, saying:

“I’m not going to get into the details of that fight. You and I both know that you split when there is no physical violence involved and that you do it… like at the very beginning of fights these days. And if you split and you go into a different room and you don’t actually leave that house, it does nothing but perpetuate the fight and you don’t actually do it respectfully… I’m not going to validate my actions last night. I feel very bad about what I did… I did not start screaming until you had f**king said all the s**t — you poke an animal enough, it is eventually, it doesn’t matter how friendly it is, it’s not cool… I stayed cool for so long and you kicked and kicked and kicked.”

He says:

“It’s the same for me… I need the same things but when you start flipping out, and I can’t get a word in, and it’s manic and angry, what the f**k, Amber?”

To which she excuses her behavior, saying:

“I get angry. I’m human. This is the kind of situation when one gets angry.”

Johnny tries to be the voice of reason, saying:

“Just try. Let’s both try. If there’s anger, if there’s something really, really poking us in the a** let’s try not to f**king fight. Try to address it without jumping down each other’s throats because all that’s gonna do is build a mountain of f**king, uh, resentment, some species of f**king hatred.”

She jumps to one of those things which get her angry, saying:

“You take me for granted.”

He denies this:

“It’s not true, it’s not true. I’m not the one who throws pots and whatever the f**k else at me.”

She immediately seems to brush off his concerns about the violence, answering:

“That’s different. That’s different. One does not negate the other. That’s irrelevant, that’s a complete non sequitur. Just because I’ve thrown pots and pans does not mean you cannot come and knock on my door.”

He finally asks:

“Really, I should just let you throw?”

When she equates their behavior, he defends:

“The only time I ever threw anything at you was when you f**king threw the cans at me in Australia.”

This is in reference to the infamous incident in which he claims she threw things at him, including a bottle which exploded into glass shards which sliced the end of his finger. Amber claims it was Johnny who cut the tip of his own finger off in a drug-fueled haze.
Johnny Depp and Amber Heard in their Australian apology video
Johnny Depp and Amber Heard in their video apology for providing false documents when bringing their dogs into Australia. / (c) WENN

In this conversation, she again bats away his descriptions of violent behavior, asking:

“Why are you trying to justify who throws things based on whether or not you come knocking on the door? I don’t get why one informs the other.”

He responds:

“Because that is a f**king irrational and violent f**king maneuver. So a man would want to get out of that area so that he doesn’t get so f**king angry that he actually does pop the f**king wife.”

They go on to talk about the specific incident the night before, in which Johnny says Amber punched him in the jaw. Johnny describes texting the building manager to come and defuse the situation. But it didn’t go how he expected:

“You lied. No, I said to you, tell Travis what you just did, did you punch me in the f**king jaw.”

Amber goes off over this, saying:

“What are you f**king talking about? I didn’t f**king even have a f**king thing to lie about. What are you f**king talking to? Every f**king fight. There’s a new thing that you’ve convinced yourself there’s a lie.”

But Johnny won’t let it go:

“No, I said to you, ‘Tell Travis what just happened. Did you just f**king did you punch me in the f**king jaw? Did you f**king kick? Did you? Did you? And you wouldn’t say a f**king, you said I don’t know what you’re talking about. I never f**king, it never f**king happened… You lied your ass off.”

Amber then needles at Johnny, attacking his masculinity over his tactic of calling the building manager to “come and save me”:

Johnny says:

“I watched you lie.”

She hits back:

“You’re full of s**t. You still haven’t told me what lie it is.”

Johnny then seemingly calls for a referee again:

“We’ll talk to Travis…”

But Amber is NOT having it:

“I’m not f**king talking to nobody. F**k that. You go f**king jerk, go j**k him off. I don’t care. I really could care less. It’s you every single f**king time, you latch onto some sort of thing. I already told you. I don’t know what you’re f**king talking about. You don’t even know what you’re talking about. You still haven’t even told me what it is, but run with it. You run with it.”

Johnny then gets back to the point — that she punched him in the face and denied it.
Johnny Depp and Amber Heard
Johnny Depp and Amber Heard at TIFF in September 2015. / (c) WENN

She seems to spin that, saying:

“I didn’t punch you. I didn’t punch you, by the way… I’m sorry that I didn’t, uh, uh, hit you across the face in a proper slap, but I was hitting you, it was not punching you. Babe, you’re not punched.”

Depp objects to her version, saying:

“Don’t tell me what it feels like to be punched.”

She then seems to tease him for his age, saying:

“I know, you’ve been in a lot of fights, been around a long time. I know, I know. Yeah.”

Johnny doesn’t let it go, angrily clarifying:

“No! When you have a f**king closed fist.”

She again minimizes any wrongdoing, saying:

“You didn’t get punched. You got hit. I’m sorry I hit you like this. But I did not punch you. I did not f**king deck you. I f**king was hitting you… I don’t know what the motion of my actual hand was, but you’re fine, I did not hurt you, I did not punch you, I was hitting you.”

We’re sorry, but we have to take a moment to say this 100% comes across as the excuses of a serial abuser. It’s never what they did wrong, it’s what you did wrong. They hit you, but it wasn’t abuse. Just zero accountability.

She attacks him again, saying:

“You are such a baby! Grow the f**k up Johnny!”

He answers:

“Because you start physical fights?”

And Amber admits:

“I did start a physical fight.”

To which Johnny falls back on his original argument for leaving:

“Yeah, you did. So I had to get the f**k out of there.”

Amber goes into full sarcastic attack mode over this, saying:

“Yes, you did, so you did the right thing. The big thing, the, you know what? You are admirable. Every single time, what, what’s your excuse, when there’s not a physical fight, what’s your excuse then? You’re still being admirable, right, by running away? And you can sit here and call me names, but you get called a name and what do you do — ‘that’s the last insult!’ You’re a baby. You’re a hypocrite. You don’t do anything that you actually do. You expect from people what you can’t give them. If they do something a taste of it to you, you f**king lose it. But yet you dish it out.”

So Johnny defends his choice again, saying:

“I left last night. Honestly, I swear to you because I just couldn’t take the idea of more physicality, more physical abuse on each other. Because had we continued it, it would have gotten f**king bad. And baby, I told you this once. I’m scared to death we are a f**king crime scene right now.”

Johnny keeps his focus on the physical violence, and considering they mention three separate fights they’d had in the previous two months, it seems the right priority to us. He goes on to reiterate his position:

“If things get physical, we have to separate. We have to be apart from one another, whether it’s for f**king an hour or 10 hours or f**king a day. We must, there can be no physical violence towards each other… All I’m saying is we need to take whatever time we need. You need, I need, to kind of let things settle for a minute, so that we don’t f**king kill each other or f**king worse, you know, f**king really kill each other or f**king break up or whatever.”

Her response isn’t the most reassuring:

“I can’t promise that it will all be perfect. I can’t promise you I won’t get physical again. God I f**king, sometimes I get so mad I lose it. I can f**king promise you I will do everything to change. I promise you. I’m not going to throw around divorce I not say divorce unless I really mean it.”

To which Johnny responds:

“I love you and I want you to be my wife. And I want to be your husband. And I wanna be a good husband. If I haven’t been, I’ll do everything I can to find out how to be a good husband.”

They did get divorced a few months later. And thank goodness because by the sounds of this they may actually have killed one another.

In Amber’s defense, there is a moment in the conversation where she and Johnny talk about the “monster” — which is what she says they called the “delusional and violent” side of his personality in her lengthy 2019 legal response to his “hoax” claims.

In this tape, Johnny acknowledges the existence of the monster — implying there is absolutely truth to her description of events as well. In this convo he’s prescribing separation and restraint — taking the boy out the fight as it were; however, she asks him:

“What are we going to do different in the moment when you’re mad, and you go f**k it and you decide all bets are off?”

Sounds to us like this is something that has happened before, especially after Johnny responds:

“Look what I did in Australia, look what I accomplished. I put the f**ker away. I told myself every f**king day, no, he’s gone. No he’s f**king, put him away.”

But *he* existed. Which means some of what she said happened is definitely true. So… could it be possible they’re both telling the truth? That they were abusing one another??

It’s honestly hard to read anything else into it after this… but their lawyers do it just fine of course. Johnny’s attorney Adam Waldman told DM in a statement:

“Amber Heard recorded multiple conversations between her and Johnny Depp. These tapes containing Amber Heard’s chilling confessions of violence further expose and destroy her abuse hoax.”

Meanwhile a spokesperson for Amber responded by accusing Johnny of “victim-blaming”:

“Anyone familiar with the dynamics of domestic abuse would immediately recognize what is really going on here. Throughout the extended tape recording that Johnny Depp vindictively turned over to the press, Ms Heard repeatedly attempts to placate Mr Depp, ignore his accusations, and force him to acknowledge what was really happening in their relationship. For Mr Depp, who lived and lives in an echo chamber of his own making, to try to twist this private conversation to suggest either that he didn’t abuse Ms Heard or that she somehow ‘deserved it’ is nothing more than the latest misogynistic effort at victim-blaming.”
Imagem
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 10107
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete »

Tradução de alguns trechos do áudio: (post na home DeppLovers com os links http://depplovers.com.br/novo-audio-des ... ber-heard/)

February 6, 2020
Novo áudio desmascara Amber Heard
Amber Heard, Johnny Depp   Comente
EXCLUSIVO: “Veja quantas pessoas acreditam em você.” Ouça como Amber Heard zomba de Johnny Depp por alegar que é uma vítima de violência doméstica, sugerindo que o tribunal ficaria do lado dela porque ela é uma mulher pequena em áudio explosivo

Todos os áudios e a matéria completa neste link
Tópicos:

Amber Heard ridiculariza Johnny Depp por alegar que ele é vítima de violência doméstica em uma gravação explosiva, obtida exclusivamente pelo DailyMail.com
Ela diz: ‘Diga ao mundo Johnny, diga a eles … Eu Johnny Depp, um homem, eu também sou vítima de violência doméstica … e veja quantas pessoas acreditam ou estão do seu lado’
Heard acrescenta: “Você é maior e mais forte … Eu era uma mulher de quase 50 quilos … Você vai se levantar, Johnny, e dizer: ” ela começou ”? Realmente?’
“Eu nunca fui capaz de te dominar … há um júri e um juiz verá que há uma grande diferença entre eu e você”
O casal divorciado falou por telefone em junho e julho de 2016, com Heard finalmente se rendendo ao apelo de Depp para sair dos tribunais por US $ 7 milhões
Sua trégua desmoronou em dezembro de 2018, quando Heard escreveu um artigo dizendo que ela era uma vítima de violência doméstica, embora não estivesse nomeando ninguém.
Depp revidou com um processo de difamação de US $ 50 milhões, dizendo que ela o implicava como o agressor, o que o levou a perder seu papel de capitão Jack Sparrow.
Em sua batalha legal, ambos acusaram o outro de violência doméstica e o DailyMail.com publicou uma gravação em que Heard confessou ter ‘agredido’ Depp

Resumo:

O casal separado foi impedido de conversar um com o outro em maio de 2016, quando Heard pediu o divórcio e pediu uma ordem de restrição.

Mas a dupla continuou em conflito por telefone.

Não está claro se Heard percebe que está sendo gravada durante a gravação de 30 minutos

– Você está me matando. Está tentando me matar ‘, reclama Depp, enquanto ele implora a Heard para passar por mediação privada, em vez de discutir as coisas em tribunal aberto.

– Você me transformou em … meu filho vai para a escola e lá as crianças dizem, então seu pai é um batedor de esposa?

Heard acusa os associados do ator de divulgar detalhes à imprensa de seu registro de prisão e rumores de que ela era uma stripper.

“Você sabe que eu sou uma mulher de 50 quilos, bem, não mais, mas eu era uma mulher de quase 50 quilos”, protestou Heard. Adotando um tom de zombaria, ela diz: ‘Você vai se levantar, Johnny, e dizer, ela começou? Realmente?’

Eles falaram várias vezes ao telefone durante junho e julho de 2016, contornando a ordem de restrição ao pedir que um membro da família iniciasse as ligações, de acordo com uma fonte bem colocada.

Em última instância, Heard cedeu ao pedido de Depp de sair da corte, retirando suas alegações no mês seguinte, quando a dupla anunciou um acordo de divórcio de US $ 7 milhões.

O casamento deles foi ‘intensamente apaixonado e às vezes volátil, mas sempre vinculado ao amor’, de acordo com uma declaração conjunta divulgada em 16 de agosto de 2016.
“Nunca houve qualquer intenção de dano físico ou emocional.”

A trégua desmoronou em dezembro de 2018, no entanto, quando Heard escreveu um artigo para o Washington Post lamentando suas experiências como suposta vítima de violência doméstica, embora nunca nomeasse alguém.
Depp respondeu no ano passado com um processo de difamação de US $ 50 milhões, dizendo que a conta ‘hoax’ implicava que ele era o agressor sem nome e fez com que perdesse seu papel premiado do capitão Jack Sparrow.

‘Sra Heard não é vítima de abuso doméstico; ela é uma perpetradora ‘, alega o processo, acusando a ex-mulher de fabricar evidências e falsificar fotos de ferimentos.

– Ele diz que já sofreram que chega. Que a ama mais do que qualquer coisa na vida –
– Não quero entrar em uma corte de merdè com você. Não quero manchar seu nome … Quero que isso seja feito pacificamente entre nós.
– E se você não gosta do jeito que a mediação está indo, leve-me de volta à corte. – Esta é a última chance, Amber. É isso.
“Tudo foi uma jogada defensiva porque estou sendo chamada de mentirosa e garimpeira”, diz ela.

Depp sugere que a dupla escreva uma ‘carta mútua’ declarando que o divórcio será resolvido em particular.

E abaixo ela ameaça dizendo que ao longo dos anos ela fez imagens, gravações, e mandou para parentes e amigos mensagens que coincidem com as datas das fotos. E que as pessoas não saberiam distinguir se ela estava num clube de luta ou maquiada. Ela arquitetou tudo por anos!

‘You know what it would be? It would be released through documented people, coming on the record, and, having the protection to do so, that haven’t had yet.

‘It would be eyewitness statements. It would be evidence. Tons of it. And it would be through years.’

Heard goes on to ridicule Depp’s doubts over the facial injuries she turned up with at court when she applied for the restraining order on May 27, 2016.

She also claims to have a trove of incriminating texts, paraphrasing a message to her publicist Jodi Gottlieb ahead of an appearance on The Late Late Show with James Cordon: ‘I think, I’ve had accident, um, I think I may have, I busted my nose and two black eyes tomorrow’.

She tells Depp: ‘No one is going to believe that one of the two alternatives, that I’m in a fight club or I’ve been getting, going through hair and makeup. . .through all these years where I have corroborating text messages between people that match those dates of those time stamped validated photos.’
Imagem
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 10107
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete »

Amber Heard confessa em áudio que agredia JD fisicamente
Amber Heard, Audio, Johnny Depp, Traduções, Vídeos   (Post DeppLovers http://depplovers.com.br/amber-heard-co ... sicamente/)
#JusticeForJohnnyDepp

Amber Heard admite em 2015, que bateu em Johnny Depp e jogou panelas, vasos, e outros objetos nele, numa confissão clara nestes áudios de conversas entre os dois, onde ele diz claramente, e sempre com muita paciência que se afasta todas as vezes que ela se torna violenta. No áudio Heard zomba de Depp por pedir ajuda enquanto ela o atacava fisicamente, e admite abusar dele.
Lamentamos muito ter que postar intimidades, mas no momento é inevitável, e se faz necessário mostrar para o mundo quem é esta mulher terrivel e mentirosa que passa por vítima para se manter em evidência, usando a imagem dele e a luta das verdadeiras vítimas.

Amber chama Johnny de bebê, e manda ele “crescer” porque ele fugia de suas agressões físicas.

Amber Heard admits to abusing Johnny Depp while verbally abusing him in therapy session audio
AH: You are such a baby! Grow the f**k up Johnny!
JD: Because you start physical fights?
AH: I did start a physical fight.
JD: Yeah, you did. So I had to get the f**k out of there.

Waldman (advogado de Depp) disse exclusivamente ao Mirror Online: “A primeira das gravações que contém as confissões de Amber Heard em conversa com Johnny Depp expõe que a sra. Heard foi violenta repetidas vezes com o Sr. Depp e inventou uma elaborada farsa para encobrir.

“Surpreendentemente, a Srta. Heard alega [nos áudios] que seu motivo era que Depp estava sempre tentando ‘se afastar’ para escapar de seus abusos”.

Segue abaixo a tradução dos trechos do áudio que foram transcritos pelo DailyMail.com, mas você pode ouvir o áudio completo com comentários em inglês aqui, e também acessar a transcrição completa em inglês aqui.

Créditos para a tradução: Equipe Johnny Depp Forever
Continue lendo >>>>


Johnny Depp: Eu não vou entrar na droga de uma briga física com você.
Amber Heard: Não entre. Então, não entre.
JD: Você me bateu ontem à noite. Você…
AH: E todas as outras vezes que você se afastou? Por favor! Você não pode agir como se isso fosse sobre ontem.
JD: Bem, em um avião, eu não posso me afastar.
AH: Não, e você me bateu de volta. Então, não aja como se você não participasse.
JD: Eu te empurrei.
AH: Eu não vou entrar nos detalhes dessa briga. Nós dois sabemos que você se afasta quando não há nenhuma violência física envolvida e você anda fazendo isso bem no início das brigas ultimamente. E se você se afasta e vai pra um cômodo diferente da casa, mas sem sair de casa, só o que você faz é prolongar a briga e você não faz de um jeito respeitoso.
JD: Você estava gritando comigo.
AH: Eu não vou justificar minhas atitudes de ontem à noite. Eu me sinto muito mal pelo que fiz.
JD: Não, eu estou falando sobre Toronto.
AH: Eu só comecei a gritar quando você disse toda aquela m**** – você cutuca a onça o suficiente e, mais cedo ou mais tarde, não importa o quão amigavelmente você diz, não é legal.
JD: Isso não é verdade. É a mesma coisa comigo, é a mesma coisa comigo.
AH: Eu fiquei de boa por muito tempo e você tripudiou.
JD: Eu preciso das mesmas coisas, mas quando você começa a surtar e eu não tenho a chance de responder e é caótico e colérico, que droga é essa Amber?
AH: Eu fico com raiva. Sou humana. Esse é o tipo de situação em que uma pessoa fica com raiva.
JD: Apenas tente. Vamos nós dois tentar. Se há raiva, se há alguma coisa realmente nos incomodando, vamos tentar não começar a droga de uma briga. Tentar conversar sem pular no pescoço um do outro porque tudo que isso fará é erguer uma montanha de ressentimento, uma espécie de ódio.
AH: Você não me dá valor.

JD: Não é verdade, não é verdade. Não sou eu que arremessa vasilhas e seja lá mais o quê em mim.
AH: Isso é diferente. Isso é diferente. Um coisa não anula a outra. Isso é irrelevante. É uma falácia non sequitur. Só porque eu arremessei vasilhas e panelas, não significa que você não pode me procurar e bater na minha porta.
JD: E vasos e a droga de…
AH: Só porque há vasos não significa que você não pode vir e bater na porta.
JD: Sério? Eu deveria deixar você arremessá-los?
AH: Não, eu não estou dizendo isso. Você está dizendo. Você está colocando palavras na minha boca.
JD: A única vez que eu joguei alguma coisa em você foi quando você jogou aquelas latas em mim na Austrália.
AH: Por que você está tentando justificar quem arremessa o quê baseado em vir ou não e bater na porta? Eu não entendo porque um justifica o outro.
JD: Porque isso é a droga de uma manobra irracional e violenta. Então, um homem iria querer cair fora de um lugar assim para que ele não ficasse com tanta raiva a ponto de perder o controle com a sua esposa.

JD: Você tem medo que a verdade seja revelada.
AH: Que verdade?
JD: Que você mentiu. Eu disse a você “Conta pro Travis o que você acabou de fazer, que você me deu um soco no queixo”.
AH: Do que você está falando? Eu não tinha nada sobre o que mentir. De que m**** você está falando? Em toda briga, tem alguma coisa que você se convence de que é mentira.
JD: Não, eu disse pra você “Amber, conta pro Travis o que você fez. Você acabou de me dar um soco no queixo? Você chutou? Você fez isso? Fez?”. E você não contou. Você falou “Eu não sei do que você está falando, nunca aconteceu”.
AH: Entendi a mentira, entendi. Você deveria usar essa. Na verdade, talvez você e o Travis deveriam fazer um estudo investigativo.
JD: Para de debochar.
AH: Me desculpa, me desculpa, me desculpa.


JD: Me escuta, eu não estava drogado, você mentiu na cara dura.
AH: Você só fala m****.
JD: Você mentiu na cara dura.
AH: Que conversa eu tive com o Travis? [O que diz o seu] grande estudo investigativo? Eu não vou ficar aqui sentada brigando com você sobre a briga de ontem à noite.
JD: Não, foi uma situação em que eu estava com você. Depois de você ficar fisicamente violenta comigo, eu mandei uma mensagem pro Travis, eu disse “Suba aqui”, porque eu não queria que nada acontecesse.
AH: Ah, sei. “Vem me salvar!”
JD: Como disse? “Vem me salvar”?
AH: Não, continue. Travis ao resgate.
JD: Essa foi a última vez. Esse foi o último insulto.
AH: Você me chama de mentirosa e, ainda assim… ainda assim…
JD: Eu vi você mentir.
AH: Você me chama de mentirosa.
JD: Eu vi você mentir.
AH: Você só fala m****. Você ainda não me disse que mentira foi essa.
JD: Vamos falar com o Travis.
AH: Você faz isso toda vez…
JD: Vamos falar com o Travis.
AH: Eu não vou falar com ninguém. F***-**. Você que vá bater p****** pra ele. Eu não me importo nem um pouco. Toda vez é isso, você se apega em alguma coisa. Eu já te disse, eu não sei do que você está falando. Nem você sabe do que você está falando. Você ainda não disse o que é, mas vai nessa.
JD: Eu já te disse.
AH: Não, não falou.
JD: Eu falei pra você “Hey, conta pro Travis o que acabou de acontecer”.
AH: Ah você me falou pra contar. Você disse “Conte isso”.


JD: Eu disse “Conta pra ele o que acabou de acontecer”.
AH: E eu menti!
JD: Que você me deu um soco.
AH: [ironia] Você está certo! Você entendeu tudo!
JD: No rosto. E você disse “Eu não fiz droga nenhuma. Do que você está falando?”. E eu assisti você mentindo.
AH: Eu não te dei um soco, a propósito.
JD: Você me deu um soco.
AH: Me desculpa se eu não te bati no rosto devidamente com um tapa, mas eu estava batendo em você, e não te dando soco. Querido, você não levou um soco.
JD: Não venha me dizer como é levar um soco!
AH: [ironia] Eu sei, você já se envolveu em muitas brigas, já andou muito por aí, eu sei.
JD: Quando você fecha o punho…
AH: Você não levou um soco. Você foi atingido. Me desculpa se eu te atingi assim, mas eu não te dei um soco. Eu não te esmurrei. Eu estava batendo em você. Eu não sei que tipo de movimento fiz com a mão, mas você está bem, eu não te machuquei, eu não te dei um soco, eu estava batendo em você.
JD: [ironia] Como estão seus dedos do pé?
AH: Eu não vou ficar aqui sentada reclamando sobre [meus dedos do pé]. Você é que está reclamando [sobre eu bater em você]
JD: [ironia] Seus pobres dedos…
AH: Essa é a diferença entre eu e você, você é a droga de um bebê chorão.
JD: Porque você começa brigas físicas?
AH: Você é muito chorão! Cresce, Johnny!
JD: Porque você começa brigas físicas?
AH: Sim, eu comecei uma briga física.
JD: Sim, começou. E eu tive que dar o fora de lá.
AH: Sim, você foi embora, você fez a coisa certa. [ironia] Tomou a grande decisão, sabe o que mais? Você é admirável. Toda vez, qual a sua desculpa? Quando não é uma

briga física, qual a sua desculpa? Você ainda está sendo admirável, certo, quando foge? E aí você pode sentar aqui e me chamar de nomes, mas eu te chamo de nomes e o que você faz? “Esse é o último insulto!”. Você se comporta como uma criança. Você é um hipócrita. Você não faz nada que você realmente faz. Você espera das pessoas o que você não consegue dar a elas. Se elas fazem o mesmo com você, você surta! e mesmo assim, você critica!
JD: Eu me retirei ontem à noite. Honestamente, eu juro pra você que eu não estava aguentando a ideia de mais fisicalidade, mais abuso físico entre nós, porque eu já aguentei e nós continuamos. [A briga] teria ficado muito ruim. E, querida, eu já te disse isso. Eu estou apavorado que nós estamos numa droga de cena de crime agora. E se nós não pararmos com isso, significa que NÃO iremos durar. Que droga… Nós temos que melhorar, como indivíduos e como casal. Porque eu te amo e não quero te deixar. Eu não quero o divórcio, eu não te quero fora da minha vida. Eu só quero paz.
JD: Se as coisas se tornam físicas, nós temos que nos separar. Nós temos que nos afastar um do outro. Seja por uma hora, 10 horas ou a droga de um dia. Nós temos. Não pode haver violência física entre nós.
AH: Eu concordo sobre a violência física, mas nos separar por um dia, tirar uma noite de folga do nosso casamento?
JD: Eu só estou dizendo que nós temos que tirar o tempo que seja. Você precisa, eu preciso, pra meio que deixar as coisas se acalmarem por um minuto. Pra que a gente não se mate, ou pior, nos matar de verdade ou nos separar.
JD: Se a briga piorar ao ponto em que é ofensivo para nós dois, ou se chega até aquela droga física, a violência, é quando dizemos “Olha, vamos cada um para seu canto”. Você pode ir pra onde quiser, querida. Eu vou pro escritório, só sentar lá e tentar estabilizar meu cérebro.
AH: Eu não posso prometer que será perfeito. Eu não posso te prometer que não usarei contato físico. Deus! Às vezes, eu fico com tanta raiva que eu surto. Eu posso te prometer que farei tudo para mudar. Eu te prometo. Eu não vou ponderar sobre divórcio descuidadamente, eu não falo a respeito se eu não estiver falando sério.
JD: Eu te amo e quero que você seja minha esposa. E eu quero ser seu marido. E eu quero ser um bom marido. Se eu não tenho sido, farei de tudo para encontrar uma forma de ser.
Imagem
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 10107
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete »

Finalmente a verdade sobre Johnny por aí! Precisamos de mais "youtubers", blogueiros e midia comprometidos com a verdade como este. Obrigada menino. Beijo grande!
Divulguem por favor! JusticeForJohnnyDepp


Imagem
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 10107
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: JD processa AH por difamação (Caso na Virginia)

Mensagem por salete »

Por favor use o compartilhamento, não copie sem nos dar os créditos pela tradução.

Nesta declaração de Josh Richman, na justiça, temos uma visão clara de como essa quadrilha formada por Amber e suas amigas chantagearam e coagiram Johnny num casamento forçado. Por causa dessas bandidas, ele perdeu vários amigos de décadas, foi golpeado, machucado, e extorquido.
iO Tillet acabou de pedir para o Brian deletar o video recente que a expõe, hahah e tornou seu Twitter privado. Hahahah acabou para elas! Ladeira abaixo.

Josh Richman, declara o seguinte:

1 - Eu sou maior de 18 anos e não faço parte dessa ação. Eu tenho conhecimento pessoal em primeira mão dos fatos descritos abaixo.

2 - Eu conheço e considero Johnny Depp como um amigo a aproximadamente 33 anos.

3 - Eu estava na cerimônia de casamento de Johnny com Amber Heard, nas Bahamas, em 7 de fevereiro de 2015. É uma ilha pequena e o número de convidados para o casamento era bem pequeno.

4 - Nenhum dos poucos amigos de Johnny que foram estavam felizes com Johnny casando com Amber, e falamos disso abertamente.
Na visão geral entre seus amigos, que eu compartilhava, embora mal soubéssemos os detalhes na época, era de que Amber Heard abusava emocionalmente e atormentava Johnny, o isolava de seus amigos verdadeiros e era emocionalmente cruel com ele.
Ele sempre parecia viver com medo de como ela reagiria se ele um dia terminasse com ela.
Sua família, amigos e eu sempre sentimos que ele sucumbiu à exigência de Amber para se casar com ela por essa razão, entre outras semelhantes.

5 - Um dos poucos incidentes específicos que nós soubemos em particular, deixou eu e seus outros amigos preocupados.
Nós, e certamente eu, sabíamos por Johnny que antes do casamento, eles tiveram uma discussão numa noite, Johnny contou para mim, Amber foi ao banheiro e voltou com um Kleenex manchado de vermelho, dizendo que ele tinha feito seu nariz sangrar. Mas após o incidente ele recuperou o Kleenex, que ele diz que ainda tem até hoje. Amber Heard tinha passado esmalte vermelho no Kleenex.
Foram incidentes como esse, que seus amigos sabiam somente de frações, que nos deixaram preocupados com seu bem estar nesse casamento.
Qualquer um que conheça Johnny por bastante tempo, ou mesmo brevemente, notaria que ele é um cavalheiro singular, uma pessoa gentil e atenciosa, que trata todos os seres humanos igualmente, está sempre ajudando pessoas e não gosta de prejudicar nem os sentimentos de outras pessoas.

6 - Eu me lembro que Amber, sua irmã e seus amigos pareciam embriagados ou drogados durante grande parte da semana do casamento. No dia anterior ao casamento, o amigo de Amber Heard e membro da festa de casamento iO Tillett Wright violentamente agrediu outro membro do da festa de casamento, Rocky Pennington, durante uma discussão sobre detalhes do casamento e quem iria essencialmente assumir o papel de planejador de casamentos e realizar os pedidos frívolos de Amber.

Eles eram como um bando de crianças mimadas encenando um casamento as custas de Johnny, que todos nós sabíamos que estava mais do que coagido e envergonhado em prosseguir com a exigência de Amber de se casar antes que Johnny partisse brevemente para filmar no exterior.
A maioria dos convidados do casamento naquela ilha pequena ouviram sobre o incidente violento. Durante a semana, ao contrário do resto dos amigos de Amber, eu tinha achado iO esperto e engraçado e me dei bem com ela/ele.
Depois que ela/ele bateu em Rocky, muitos convidados estavam no bar, e eu perguntei iO o que tinha acontecido. Ela/Ele riu e disse que Rocky estava sendo histérico sobre o planejamento do casamento, chorando e insistindo. Ela/Ele contou de bom grado que agrediu Rocky. iO estava rindo e se divertindo com essa incidente.

7 - Então eu dei um apelido engraçado para iO baseado no rapper 'ASAP Rocky': 'Eu estapeei Rocky' (I Slap Rocky) pelo resto da semana. iO estava bastante orgulhosa de disso e achou hilario, como um broche de honra.
---
Tradução por Gabriella / equipe DeppLovers

Imagem Imagem Imagem
Imagem
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 10107
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: JD processa AH por difamação (Caso na Virginia)

Mensagem por salete »

Atualização:
Atualização: Johnny Depp vs Amber Heard (Fairfax)
O advogado de Johnny, Adam Waldam foi afastado do caso na Viriginia.

FAIRFAX, Va. (CN) - Em mais de uma ocasião, o juiz que presidia a ação judicial entre os atores divorciados Johnny Depp e Amber Heard deixou claro que não quer que seu caso de difamação na Virgínia seja julgado pela imprensa.

Vindo da última decepção nessa frente, o juiz Bruce White expulsou o advogado de Depp, Adam Waldman, do caso na sexta-feira depois de descobrir que o advogado havia fornecido à imprensa informações confidenciais cobertas por uma ordem de proteção.

Waldman foi admitido pro hac vice - apenas para este caso - no Fairfax County Circuit Court em setembro de 2019. No mesmo mês, o juiz White assinou uma ordem de proteção que regia o tratamento das informações pessoais de Depp e Heard - números de passaporte, números de telefone e similares, bem como registros médicos , incluindo condições psicológicas, diagnósticos ou tratamento.

Heard pediu sanções contra o advogado de Washington no mês passado, alegando que os vazamentos para a imprensa aconteceram “em pelo menos duas ocasiões”.

Ela disse que Waldman foi responsável por disseminar gravações de áudio, imagens de vigilância e declarações de testemunhas de terceiros para sites e usuários do Twitter, “levando leitores e jurados em potencial a acreditar que essas declarações são de alguma forma documentos oficiais do caso, o que não são”.

No tribunal na sexta-feira, os advogados de Heard, Elaine Charlson Bredehoft de Charlson Bredehoft e Benjamin Rottenborn de Woods Rogers , acusaram Waldman de espalhar boatos falsos sobre seu cliente.

White, que é juiz-chefe da 19 ª Circuit, concordou sexta-feira para revogar pro estado hac vice-Waldman. Apesar de descobrir que os padrões éticos foram violados, o juiz se recusou a emitir uma ordem de silêncio contra Waldman.

Waldman não retornou um pedido de comentário.

O advogado de Brown Rudnick , Benjamin Chew, tem sido um esteio na maioria das audiências de Depp nos procedimentos da Virgínia e a audiência de sexta-feira não foi diferente.

Chew argumentou que as mensagens de texto em questão já eram de domínio público, e ele também acusou os advogados de Heard de cometerem suas próprias violações da ordem de proteção.

O processo no Fairfax County Circuit Court está em andamento desde março de 2019, com Depp alegando que Heard o difamou em um artigo para o The Washington Post que descreveu a reação que ela enfrentou depois de falar sobre violência doméstica.

Heard entrou com um pedido reconvencional em agosto passado, acusando Depp ou seus representantes - o arquivo de 20 páginas nomeia Waldman especificamente - de usar contas de mídia social e mensagens de texto para difamar e prejudicar sua carreira.

Antes que a pandemia afastasse o caso , Depp e Heard testemunharam em Londres no início deste ano sobre acusações de difamação separadas que Depp está processando contra um tablóide do Reino Unido que relatou as alegações de Heard de que Depp abusou dela.

https://www.courthousenews.com/lawyer-f ... ess-leaks/
------------------------------------------------------------

Ele não pode representar Johnny no caso Fairfax, mas ainda é o advogado de Johnny até que Johnny diga o contrário. Brown e Rudnick têm casos de Johnny há muito tempo e continuam na Virgínia e na Califórnia. Ben Chew sempre foi o principal advogado de defesa.
Imagem
Responder