Página 1 de 1

Crítica de ‘Crock of Gold: A Few Rounds with Shane MacGowan’

Enviado: Seg Out 05, 2020 2:31 pm
por salete
Crítica de ‘Crock of Gold: A Few Rounds with Shane MacGowan’
O Bukowski irlandês
Pontuação ⭐⭐⭐⭐✪ (4/5)
"Crock of Gold" é o novo documentário biográfico sobre a vida e obra do líder da banda irlandesa "The Pogues", Shane MacGowan. O documentário é dirigido pelo diretor britânico Julien Temple e produzido pelo grande Johnny Depp. É um longa metragem que mescla animação com relatos do próprio Shane MacGowan, de outros artistas e familiares.
A vida desse grande ídolo irlandês chega a causar ainda mais fascinação no decorrer do longa. Uma vida fascinante que deveria mesmo ser retratada; e que se deve, em grande parte, à Johnny Depp. Documentários desse tipo, onde somos imersos na figura de um ídolo, a tendência é se tornarem muito repetitivos em suas narrativas. Embora você esteja recontando a vida e a obra de Paul McCartney, se você fizer isso da maneira errada, vai acabar entediando até mesmo o fã mais devoto.
Isso não ocorre com esse documentário, em parte devido o fato do diretor e produtor serem amigos íntimos de Shane MacGowan; portanto conhecem sua personalidade e sabiam como criar uma narrativa sobre sua vida da melhor maneira possível. E certamente foi algo conquistado de maneira grandiosa, pela forma que vemos a pessoa por trás do excêntrico músico, que parece estar sempre bêbado.
Fizeram uso de animações para relatar passagens concretas de sua vida, como a infância de Shane na Irlanda e a relação que ele tinha com os pais.
Pouco a pouco, e graças a um fantástico acervo biográfico, vamos conhecendo melhor um dos grandes percursores do Punk irlandês. Alguém com uma sensibilidade bem particular, que segue sendo considerado nos dias de hoje como um dos maiores poetas da música moderna.
Tudo isso sem perder sua essência irlandesa de origem humilde, fato este que faz com que seja comparado com Bukowski. Ele é comparado a Bukowski, por sua linguagem às vezes tão urbana, que ele usava em suas canções. Alguém com grande capacidade de se expressar através da arte, mas de maneira atual. Shane MacGowan não frequentava escola, mas chegou a obter um nível de cultura por conta própria, lendo livros de James Joyce e Thomas Moore.
Alguém que conseguia se expressar de maneira coloquial ao seu público, sem pretender ser algo além do que era.
Os momentos musicais fazem do longa uma obra muito eletrizante e de entretenimento; onde o espectador não consegue parar de cantarolar melodias que acabam de escutar pela primeira vez. Os relatos apresentados não são no formato que estamos acostumados a ver nesse tipo de obra. Tem mais a ver com um bate papo entre amigos numa roda de conversa do que qualquer outra coisa.
Fonte: https://historiadelcine.es/.../crock-of-gold-a-few.../
• Traduzido do Espanhol para o site DEPPLOVERS
Obrigada Jay.